Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

COMBATE AO TRÁFICO

Polícia apreende crack avaliado em R$ 1 milhão

Polícia apreende crack avaliado em R$ 1 milhão
18/01/2014 09:50 - Gabriel Maymone


Policiais do Comando de Operações do Bolsão (COB), de Chapadão do Sul (MS), apreenderam um carregamento de 112 quilos de crack, avaliado em pouco mais de R$ 1 milhão, segundoestimativa da polícia.

A.J.C, 48 anos, conduzindo um Peugeot 207, com placas de Campo Grande, foi abordado pelos policiais na BR-060, próximo ao município de Paraíso das Águas (MS).

Durante abordagem, os policiais desconfiaram da versão apresentada pelo homem e fizeram busca minuciosa no veículo, sendo que encontraram a droga escondida em várias partes do carro.

Para disfarçar o odos da droga, os traficantes untaram os pacotes com graxa automotiva e em seguida colocaram cada uma delas em um balão de borracha, (bexiga para festas).

O carro e o motorista foram levados para o quartel da 4ª Cia. da PM de Chapadão do Sul, onde em revista minuciosa, os policiais encontraram escondidos, em várias partes do carro, 78 tabletes de pasta de crack.

Segundo o motorista do veículo, que confessou o carregamento, ele pegou o carro em Campo Grande (MS), já “preparado” e o levaria para o Estado de Minas Gerais. Pelo serviço receberia 5 mil reais.

Segundo os policiais, este homem detido é o mesmo que foi pego pela Polícia Rodoviária Federal, em Chapadão do Sul, transportando 180 mil reais, com destino a Campo Grande.

Nos documentos foi encontrado um passaporte com carimbo de migração de Zurich, Alemanha.

À polícia, o motorista preso disse que trabalha no ramo de transportes. Ele, o carro e a droga foram conduzidos para a Delegacia de Polícia de Costa Rica.

As informações são do Eucontotudo.com.

*Editada às 12h39min para acréscimo de informações

Felpuda


Prefeitura de município do interior de MS recebeu recomendação do Ministério Público do Estado no sentido de exonerar servidores comissionados, livres do cartão de ponto, que são parentes de secretários da administração e de vereadores. O nepotismo se tornou um excelente “negócio” por lá, e se até o dia 6 de agosto as devidas providências não forem tomadas, medidas serão adotadas, como ação por improbidade administrativa. Tem gente que não aprende mesmo, né?