EUA

Poemas, desenhos e instrumentos ligados aos Beatles vão a leilão

Poemas, desenhos e instrumentos ligados aos Beatles vão a leilão
17/03/2014 21:00 - FOLHAPRESS


Dezenas de manuscritos e desenhos originais de John Lennon publicados em dois livros do ex-Beatle serão leiloados no dia 4 de junho, em Nova York, anunciou hoje a casa de leilões Sotheby's.

"Incluindo 89 lotes que vão de US$ 500 a US$ 70 mil (de R$ 1.174 a R$ 164 mil), esta é a maior coleção particular de trabalhos de John Lennon que sai ao mercado", afirmou a casa em um comunicado.

Estes desenhos e manuscritos foram criados para duas publicações assinadas por Lennon, "In his Own Write", de 1964, primeiro projeto solo realizado por um membro dos Beatles, e "A Spaniard in the Works", de 1965.

Os objetos são propriedade do editor Tom Maschler, que havia levado adiante o projeto destas duas obras para a editora Jonathan Cape.

Entre os lotes mais importantes encontram-se um manuscrito de nove páginas intitulado "TheSingularge Experience of Miss Anne Duffield", paródia de Sherlock Holmes avaliada entre US$ 50 mil e US$ 70 mil (cerca de R$ 117,4 mil e R$ 164 mil). 

O original do poema "The Fat Budgie", no qual John Lennon apresenta sua arte do absurdo, foi estimado pela Sotheby's entre US$ 25 mil e US$ 35 mil (R$ 58,7 mil e R$ 82,1 mil).

Outros objetos de destaque são um guia satírico de Liverpool e o desenho de um jovem e seis pássaros que serviu de capa ao single "Free as a Bird" dos Beatles, ambos avaliados entre US$ 12 mil e US$ 15 mil (R$ 28,1 mil e R$ 35,2 mil).

O leilão coincide com o 50º aniversário da publicação de "In his Own Write" e com a primeira apresentação dos Beatles nos Estados Unidos.

Guitarra de Harrison

Uma guitarra elétrica usada por George Harrison na televisão britânica, antes da "invasão" dos Beatles nos EUA, também vai a leilão em breve, junto com uma capa de álbum rara assinada pelo quarteto, ambos na casa de leilões Julien's Auction.

A guitarra elétrica preta e branca Rickenbacker 425, de 1962, deverá render entre US$ 400 mil e US$ 600 mil (R$ 938,9 mil e R$ 1,4 milhões) em leilão nos dias 16 e 17 de maio, no Hard Rock Cafe, em Nova York.

Harrison, que morreu aos 58 anos em 2001, tocou a guitarra em 1963, em aparições nos programas da TV britânica "Ready Steady Go!" e "Thank Your Lucky Stars", meses antes de o grupo estourar nos Estados Unidos com uma série de apresentações no "The Ed Sullivan Show" em fevereiro de 1964.

O guitarrista comprou o instrumento em 1963, em Mount Vernon, Illinois, durante uma viagem para visitar sua irmã, de acordo com a casa de leilões de Beverly Hills, Califórnia.

Pintada em branco e preto pelo músico, para combinar com a guitarra Rickenbacker de John Lennon, o instrumento de Harrison também foi usado durante as sessões em que a banda gravou "I Want to Hold Your Hand" e "This Boy", em outubro de 1963.

Também à venda está uma cópia do álbum "Beatles '65", assinado por Lennon, Harrison, Paul McCartney e Ringo Starr. O álbum deve conseguir entre US$ 200 mil e US$ 300 mil (R$ 469,4 mil e R$ 703,9 mil), por ser assinado pelos quatro membros do grupo.

Um baixo Hofner, usado por McCartney em meados de 1960, deve conseguir entre US$ 30 mil e US$ 50 mil (R$ 70 mil e R$ 117 mil), enquanto uma capa assinada pelo grupo do álbum 1963 "Please Please Me" deve conseguir entre US$ 40 mil e US$ 50 mil (R$ 93,8 mil e R$ 117 mil).

Uma obra de arte original de Lennon chamada "Santo Sudário" deve ser vendida por US$ 20 mil e US$ 30 mil (R$ 46,9 e R$ 70 mil). 

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".