Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, sexta, 14 de dezembro de 2018

Ronaldinho

Poder de decisão é posto à prova no Flamengo

31 MAR 2011Por G110h:05

Cinco gols e uma assistência não são suficientes para a torcida do Flamengo. Os rubro-negros esperam muito mais de Ronadinho Gaúcho. Empenho não falta ao camisa 10 da equipe. Nos treinos e jogos, é assíduo e dedicado. Desde a estreia, em 2 de fevereiro, jogou 11 partidas. Ficou fora apenas do empate sem gols com o Cabofriense por ter recebido o terceiro cartão amarelo. Apesar de ter sido decisivo na final da Taça Guanabara, quando fez o gol do título contra o Boavista, o craque ainda não empolga. Num momento de instabilidade do time, a cobrança cai nos ombros do astro.

Artilheiro do time na temporada com cinco gols, ao lado de Deivid e Wanderley, ele não marca há três jogos. Não é atacante de ofício, mas tem sido escalado na linha de frente, com total liberdade, por Vanderlei Luxemburgo. Passou em branco contra Fluminense, Fortaleza e Madureira. Diante do Tricolor suburbano, por exemplo, fez uma de suas piores apresentações até então. O Rubro-Negro, mais uma vez, foi frágil ofensivamente, com pouca mobilidade e exagerando na previsibilidade.

Parceiro de R10, Thiago Neves lembra que o poder decisão do companheiro também é limitado. Segundo o meia, Ronaldinho não pode ser responsabilizado pelas oscilações da equipe.

O Ronaldo está tranquilão. Ele sabe que não é sempre que vai fazer gol, decidir, jogar bem. Está nos ajudando muito, dá passes. Da bola parada dele sempre pode sair gol. Mesmo meia-boca é importante para o esquema e para o time"Thiago Neves- O Ronaldo está tranquilão. Ele sabe que não é sempre que vai fazer gol, decidir, jogar bem. Está nos ajudando muito, dá passes. Da bola parada dele sempre pode sair gol. Mesmo meia-boca é importante para o esquema e para o time.

Àqueles que esperam ver o Gaúcho novamente com superpoderes, Thiago lembra que os marcadores têm sido implacáveis.

- Desde o começo falei que não daríamos espetáculo. O torcedor quer ver o Ronaldo brilhar, dar caneta, mas são muitos jogadores bons no Brasil. Ronaldo e eu estamos sendo bem marcados. O Flamengo está fazendo o feijão com arroz, mas ganhando os jogos. Foram três empates, mas o importante é continuarmos invictos para conseguirmos o título.

Na temporada, foram 16 jogos oficiais, 12 vitórias e quatro empates. O Flamengo é o quarto colocado do Grupo A, com nove pontos. Vasco, Boavista e Ameriano, nesta ordem, lideram. Todos têm dez. Neste sábado, o Fla enfrenta o Duque de Caxias, às 18h30m (de Brasília), no Engenhão, pela sexta rodada da Taça Rio.

- Jogar no Flamengo sempre tem pressão, ainda mais com três empates. Todos os jogadores sabem disso. No próximo jogo a cobrança vai existir, é normal. É hora de justificamos a contratação pelo Flamengo. Vamos ver se no sábado fazemos uma boa partida e conseguimos a vitória para acabar com essa pressão.
 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também