Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

sexta, 22 de fevereiro de 2019 - 11h18min

PMDB lidera o ranking de doações entre os partidos

10 AGO 10 - 04h:26
Brasília

Nem o PT da candidata Dilma Rousseff, nem o PSDB do presidenciável José Serra. Dono da maior máquina arrecadadora do País, o partido que mais doações recebeu até agora para bancar as campanhas eleitorais deste ano foi o PMDB comandado pelo deputado Michel Temer (SP), candidato a vice na chapa presidencial petista.
A primeira parcial da prestação de contas dos partidos, divulgada na última sexta-feira pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), mostra que o PMDB nacional lidera o ranking das doações com R$ 8,6 milhões. O PT vem bem atrás, com R$ 5,55 milhões, seguido de perto pelos tucanos que receberam R$ 5,4 milhões.
Para alcançar o total arrecadado pela direção nacional do PMDB, o PSDB tem que somar duas contas: as doações ao Comitê Financeiro da Campanha Presidencial e à direção nacional do partido, que são contabilizadas separadamente. Juntas, elas totalizaram R$ 9 milhões, apenas R$ 400 mil a mais do que o PMDB, que nem candidato a presidente tem, conseguiu arrecadar.
O que jogou para cima as cifras da campanha petista foram as doações ao Comitê Financeiro da candidata Dilma, que somam quase o triplo do total declarado pelo Comitê de Serra. Foram R$ 9,1 milhões doados à campanha presidencial do PT, frente aos R$ 3,6 milhões registrados em favor da campanha tucana.
O tesoureiro do comitê tucano, José Gregori, diz que os números já não são mais atuais porque, de uma semana para cá, o PSDB teria conseguido engordar o caixa em mais R$ 1 milhão. Mas ainda que o caixa petista tenha se mantido inalterado, a candidata do governo mantém a larga vantagem sobre o tucano.
No quesito Comitê Financeiro, até o PV da candidata Marina Silva ultrapassou as doações à campanha de Serra, totalizando R$ 4,65 milhões. Mesmo assim, a prestação de contas mostra que Serra só gastou R$ 2,59 milhões. Talvez por isto, um dirigente do partido avalie que jamais viu uma campanha presidencial tucana “tão espartana” quanto a de Serra. Nem mesmo a do próprio Serra em 2002, acrescenta o dirigente.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Em tratamento contra a dengue, menina precisa de doação de plaquetas
SOLIDARIEDADE

Menina precisa de doação de sangue e plaquetas

Smartphone tem diferença  de preço de até R$ 550 na Capital
PESQUISA

Smartphone tem diferença de preço de até R$ 550 na Capital

Solurb tem 15 dias para mostrar cronograma de restauração ambiental
PRADA

Solurb tem 15 dias para mostrar cronograma de restauração ambiental

Homem pega nas nádegas de mulher dentro de ônibus em Campo Grande
ABUSO

Homem pega nas nádegas
de mulher dentro de ônibus

Mais Lidas