Sábado, 24 de Fevereiro de 2018

PMDB e PSDB saem das urnas com menos deputados

5 OUT 2010Por 00h:31

Edivaldo Bitencourt
e Carlos Henrique Braga

O PMDB e o PSDB saem das urnas com bancadas menores na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul. Apesar de renovar 50%, o PT sai do mesmo tamanho e como a segunda maior força no Legislativo, só atrás do PMDB. O PR permanece do mesmo tamanho, enquanto o PTdoB conseguiu dobrar o número de deputados. Já o PSB, PPS, PP e PSL ganham um representante no parlamento estadual.
Apesar de ter o número de deputados reduzidos de oito para seis, o PMDB, do governador André Puccinelli, sai com a maior bancada do Legislativo Estadual com a reeleição de Marquinhos Trad, Carlos Marun, Jerson Domingos, Júnior Mochi e Maurício Picarelli e a eleição de Eduardo Rocha. O líder do Governo, Youssif Domingos, não conseguiu ser reeleito, mas poderá voltar se Marun reassumir a Secretaria Estadual de Habitação.
O PT sai como a segunda maior força do Legislativo, com a reeleição dos deputados Paulo Duarte e Pedro Kemp e a eleição de Cabo Almi e Laerte Tetila. Amarildo Cruz e Pedro Teruel não conseguiram renovar os mandatos nas urnas.
O PR continuará com a sua bancada, formada por Londres Machado, Paulo Corrêa e Antônio Carlos Arroyo. Esta é a mesma força do PSDB, que perdeu três parlamentares com a saída de Reinaldo Azambuja (eleito deputado federal) e a não reeleição de Professor Rinaldo e de Ary Rigo, mas conquistou um novo deputado. Assim, a bancada ficou com três parlamentares: Onevan de Matos, Dione Hashioka e o novato Márcio Monteiro.
O PTdoB dobrou de tamanho, com a reeleição de Márcio Fernandes, e a eleição da ex-prefeita de Eldorado, Mara Caseiro. O Democratas continua apenas com Zé Teixeira, que foi o segundo mais votado neste ano.

Novos
O PDT, que sofreu debandada, permanecerá com um representante. O ex-prefeito de Aquidauana, Felipe Orro (PDT), substituirá Antônio Braga, que não disputou este ano.
Outros três partidos voltam a ter representante no Legislativo Estadual. O PP passará a contar com o vereador de Campo Grande, Alcides Bernal. O PPS volta a ter Diogo Tita, que chegou a substituir Marun. O PSL contará com George Takimoto, o mais novo representante de Dourados, que já chegou a ter cinco parlamentares na Casa.

Leia Também