Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, terça, 20 de novembro de 2018

PMDB ameaça romper com PSDB e coligar com PT em Campo Grande

29 FEV 2008Por 20h:10
     

Lívia Ferreira

 

Contrariado com as ameaças da cúpula do PSDB de que pode deixar a parceria de 12 anos com os peemedebistas e lançar candidato próprio a prefeito de Campo Grande, o PMDB pode romper com os tucanos e coligar com o PT na Capital. O alerta foi feito hoje pelo líder da bancada do PMDB na Câmara Municipal de Campo Grande, vereador Paulo Siufi. Em tom de desabafo, o líder adiantou que, se por influência da direção nacional, os tucanos se distanciarem dos peemedebistas, o PMDB também se sente no direito de seguir o modelo de aliança praticado no plano nacional e se aliar ao PT, partido do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Siufi classificou como "balão de ensaio" a pré-candidatura da senadora Marisa Serrano (PSDB) para prefeita. "É é muito ruim este balão de ensaio neste momento. Porque este movimento tira o foco da administração do prefeito", disse o vereador, que considera inoportuno o momento para se falar em candidatura.

A possibilidade da dobradinha PMDB-PT já não encontra resistência nem mesmo da cúpula peemedebista. O governador André Puccinelli (PMDB), por exemplo, já disse que não vai se opor e esta é uma decisão que cabe a Nelsinho.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também