Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

rio paraná

PMA prende casal de pescadores com 210 kg de peixe

26 MAR 11 - 14h:16DA REDAÇÃO

Policiais Militares Ambientais do Grupamento de Porto Primavera, prenderam ontem à noite rio Paraná, no entorno do Parque Várzeas do Ivinhema, um casal de pescadores profissionais com 210 kg de peixe, 03 armas e 702 metros de redes de pesca (petrechos proibidos). Uma das armas era de uso restrito das forças armadas.

O casal de pescadores, residente em Loanda (PR) estava em uma barraca, que serve de acampamento de pescadores, onde foram encontrados 210 kg de pescado, com sinais de captura por petrecho proibido e vários exemplares em tamanhos inferiores ao permitido pela legislação.

Na vistoria os policiais encontraram10 redes de pesca, medindo 0,7 km, 01 espingarda calibre 28, marca Rossi, com 08 munições, 01 revólver calibre 38, marca Taurus com 14 munições, que estava dentro da bolsa da pescadora, 01 carabina 44 (uso restrito) com 10 munições, além de chumbo, pólvora, espoletas e mais munições calibre 32 e 80 munições de diversos calibres deflagradas. O casal afirmou que capturou os peixes, utilizando as redes, dentro da área do Parque Várzeas do ivinhema, onde é proibido a prática de pesca.

A PMA encaminhou o casal e o material apreendido, à delegacia de polícia civil de Taquarussu. Eles foram autuados em flagrante por crime ambiental de pesca predatória e causar dano direto a unidade de Conservação, além de porte ilegal de arma de uso restrito. O casal ainda está preso.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

CLÁUDIO HUMBERTO

Caso único no mundo

Confira o seu astral para esta terça-feira
OSCAR QUIROGA

Confira o seu astral para esta terça-feira

CORREIO DO ESTADO

Confira o editorial desta terça-feira: "O pragmatismo sempre vence"

ARTIGO

Flavio A. Sandi: "Os limites e a liberdade na educação"

Professor

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião