Domingo, 21 de Janeiro de 2018

PMA prende 4 pescadores, arma e munições em operações na região Norte

13 SET 2010Por 13h:15
     

A Polícia Militar Ambiental prendeu no sábado cinco pessoas, durante patrulhamento nos municípios de Coxim, Rio Verde e Pedro Gomes, na região Norte. A ação foi uma operação conjunta entre policiais de Coxim e de Campo Grande.

Um morador de Goiás foi flagrado pescando na Cachoeira das Palmeiras, no Rio Taquari, e foi autuado por pesca em local proibido. O homem recebeu multa de R$ 1.000,00 e teve apreendidos dois molinetes.

Outra equipe apreendeu um veículo com pescado de diversas espécies em uma estrada vicinal em Rio Verde, na região conhecida como Colônia Parede. No total, havia 23 quilos de peixe, entre piraputanga, curimbatá, piauçú, além de um exemplar de jaú, sem cabeça e medindo 45 centímetros, menos da metade da medida permitida que é de 95 centímetros. Também foi encontrado um pacu com tamanho abaixo do permitido.

Os dois homens que estavam no veículo afirmaram ter capturado os peixes no Rio Coxim. Eles foram encaminhados à Delegacia de Polícia Civil de Rio Verde, juntamente com todo pescado apreendido, e autuados em flagrante. Cada um terá que pagar multa de R$ 1.200,00.

Também na região da Colônia Paredes, abordar um motociclista, os policiais encontraram em uma mochila uma tarrafa de pesca, quatro exemplares de pescado da espécie curimbatá e seis de piau, totalizando sete quilos, todos em tamanho inferior ao permitido. O homem foi autuado e multado em R$ 840,00. Todos os pescadores responderão por crime ambiental.

Na rodovia MS-418, na região do povoado Olho D?água, em Pedro Gomes, os policiais prenderam outro motociclista, que portava um revólver calibre 22, carregado, e mais 43 munições intactas e uma deflagrada em uma sacola plástica. Ele não tinha documentos de porte ou registro da arma e, em chegam ao sistema da Polícia Civil, foi constatado que o veículo possuía mandado de busca e apreensão.

 

Aquidauana

No fim de semana, equipes da PMA também autuaram em Aquidauana o morador de uma chácara próxima ao perímetro urbano, na Avenida do Contorno, por desmatamento em área de preservação permanente. Segundo a PMA, o proprietário desmatou vegetação de mata ciliar do córrego Guanandi.

O chacareiro foi autuado administrativamente e recebeu multa de R$ 5.000,00 e ainda responderá por crime ambiental. A área foi embargada e o proprietário notificado a apresentar um plano de recuperação da área degradada (PRAD).

Leia Também