MEIO AMBIENTE

PMA inicia fiscalização com motocicletas

PMA inicia fiscalização com motocicletas
14/03/2011 13:46 - da redação


O Comando da Polícia Militar Ambiental recebeu quatro motocicletas e um reboque e montou um pelotão para trabalhos de fiscalização ambiental utilizando os veículos. Os policiais do pelotão de motos atuarão em apoio a guarnição de serviço da sede, realizando barreiras nas estradas vicinais de Campo Grande, atendimento de denúncias, bem como trabalhos de prevenção e repressão a crimes e infrações no perímetro urbano. Também serão executados trabalhos de fiscalização em peixarias, restaurantes, empresas de vendas de iscas, além das diversas atividades comerciais e industriais que necessitam de licenciamento ambiental, tais como: frigoríficos, curtumes, marcenarias, madeireiras etc.

O reboque para motocicletas será utilizado para deslocamentos do pelotão para áreas de outros municípios, como Ribas do Rio Pardo, Jaraguari, Terenos, Rochedo e Sidrolândia. Ainda, se outras Subunidades do interior solicitarem o policiamento em reforço às atividades, o pelotão será deslocado.

Uma motocicleta descaracterizada poderá ser utilizada em trabalhos de inteligência, visando orientar os trabalhos de campo, não só do pelotão de motos, mas também das guarnições de serviço da PMA. A vantagem deste tipo policiamento em motos é a rapidez nos deslocamentos e a economia proporcionada pela motocicleta.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".