Segunda, 19 de Fevereiro de 2018

CRIME AMBIENTAL

PMA fecha três carvoarias ilegais em MS

10 JAN 2011Por vivianne nunes e evelin araujo11h:44

Desde sexta-feira a Polícia Militar Ambiental (PMA) realizou o fechamento de três carvoarias no Estado.

No início da operação, duas carvoarias que funcionavam de forma ilegal foram fechadas. Na fazenda W F uma carvoaria com 29 fornos que funcionava com autorização ambiental vencida foi interditada. No local, foram apreendidos 175 metros cúbicos de lenha e 90 metros cúbicos de carvão nativo.

Daniel Geraldo Gomes, residente em Ribas do Rio Pardo e proprietário da carvoaria, foi autuado administrativamente e multado em R$ 20 mil.

Outra carvoaria que funcionava com 14 fornos sem autorização ambiental foi fechada na fazenda Santa Rosa. No local, foram apreendidos 5 metros cúbicos de lenha e 4 metros cúbicos de carvão.

Ramiro Pereira Matos, residente em Araçatuba e proprietário da carvoaria, foi autuado e multado em R$ 10 mil.

Rudinei Gonçalves dos Santos, residente em Nova Andradina, mantinha uma carvoaria na Fazenda Savana com 16 fornos, com a licença ambiental vencida. Ele foi multado em R$ 9 mil e no local foram apreendidos 30 metros cúbicos de carvão nativo.

Todos os carvoeiros responderão por crime ambiental de funcionar atividade potencialmente poluidora sem autorização ambiental. Se condenados, poderão pegar pena de detenção, de três meses a um ano pela atividade de carvoejamento e de 6 meses a 1 ano de detenção pela lenha e o carvão ilegais.

Leia Também