Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

IRREGULARIDADES

PMA apreende mais 40 redes medindo 2 km e solta peixes no lago de usina

16 MAR 14 - 17h:00DA REDAÇÃO

Policiais Militares Ambientais de Bataguassu (MS) em fiscalização ontem (17) no lago da Usina Sérgio Motta, no rio Paraná naquele município, retiraram 40 redes de pesca, medindo ao todo 2 km. Durante a retirada dos petrechos foram retirados e soltos no rio, cerca de 15 kg de peixes que estavam vivos e presos aos petrechos de pesca proibidos.

Os proprietários das redes não foram identificados. Neste ano, esta foi a segunda grande apreensão de redes no lago da Usina Sérgio Motta. Há 10 dias, a PMA já havia apreendido 59 redes, medindo 3 km. Os proprietários também não foram identificados.

No ano passado a PMA de Batayporã e Bataguassu, apreenderam quase 50 km de redes. É quase a distância entre a Capital e o Distrito de Anhanduí. Esses petrechos são proibidos em rios do Estado de Mato Grosso do Sul, mas são permitidos nos lagos das usinas hidrelétricas do rio Paraná para o pescador profissional, desde que identificados e com malha de tamanho de 140 milímetros ou maior.

Ocorre que muitos pescadores profissionais armam redes com malha menor à permitida e não identificam. Também, muitos pescadores amadores utilizam esses petrechos sem previsão legal, o que caracteriza crime ambiental. Além disso, existem dificuldades de localização dos pescadores, pois eles armam os petrechos e só retornam para recolher os peixes. Dessa forma, ficam em um período pequeno no rio.
 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Com novos saques, aplicativo do FGTS lidera ranking em loja virtual
ANDROID

Com novos saques, aplicativo do FGTS lidera ranking em loja virtual

BRASIL

Sérgio Moro visitou Bolsonaro no hospital neste domingo

EM REPOUSO

Bolsonaro lista no Twitter medidas do governo dos últimos dias

Presidente recebeu no domingo visita do ministro Sergio Moro
SAÚDE

Número de cirurgias bariátricas aumenta 84,73% em sete anos

Estimativa é 13,6 milhões de brasileiros precisem do procedimento

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião