quarta, 18 de julho de 2018

ANIMAIS SILVESTRES

PMA apreende 107 aves em Bataguassú

19 NOV 2010Por Ollair Nogueira Perfil News11h:09

Ação da PMA prende traficante e resgata 107 aves silvestres
18 de Novembro 2010, atualizado às 21:30
Os animais serão encaminhados ao Centro de Reabilitação de Animais Silvestres

 

 

Foto:PMA Uma ação da PMA - Policia Militar Ambiental -, de Batayporã, na cidade de Anaurilândia, no Vale do Ivinhema, prendeu um traficante de aves silvestres e resgatou 107 delas. O fato aconteceu nesta quinta-feira (18). As aves estavam prontas para serem transportadas para fora do Estado, para alimentar o tráfico de animais silvestres.


Luciano Vitor dos Santos, residente em São Paulo-SP, foi preso numa pousada localizada a cerca de 12 km da cidade de Anaurilândia. Segundo a PMA, o traficante capturava as aves na região, desde domingo e levaria nesta noite para a Capital de São Paulo.

Das 107 aves, somente 20 não eram filhotes. Foram apreendidos 35 filhotes de papagaio, 38 filhotes de tucanos, 13 filhotes de pássaros-pretos, 01 filhote de arara-canindé e 20 coleiras-do-brejo adultos. Pela primeira vez, a PMA apreende tantos filhotes de tucanos no Estado retirados para o tráfico. O tráfico comum na região é de filhotes de papagaios.


AÇÕES

Os policias militares ambientais da região de Batayporã, Bataguassu, Três Lagoas, Porto Primavera, que cobrem a região de Novo Horizonte, Ivinhema, Santa Rita do Pardo, Bataguassu, Anaurilândia, Brasilândia, região de onde têm saído todos os anos os animais para o tráfico, em especial, para São Paulo, desde setembro (período reprodutivo da maioria das aves) estão diuturnamente monitorando o movimento dos traficantes. Em princípio para evitar que as aves sejam retiradas e, para reprimir prendendo os elementos quando não é possível evitar a retirada dos bichos.

As aves, juntamente com o traficante foram encaminhados à delegacia de polícia civil de Anaurilândia, onde Luciano está sendo indiciado pelo crime ambiental cometido (20h30min). A pena para este crime é de 06 meses a 01 ano de detenção. Luciano também foi autuado administrativamente e recebeu multa de R$ 53.500,00.

Os animais serão encaminhados ao Centro de Reabilitação de Animais Silvestres – CRAS, em Campo Grande, e na manhã desta sexta-feira (19) estarão no quartel da polícia militar ambiental na Capital para preenchimento da documentação, antes de serem encaminhados ao Centro de Reabilitação. O Comandante da PMA, Major Matoso estará recebendo a imprensa às 8h00min, para explicar a operação contra o tráfico de animais

Leia Também