quarta, 18 de julho de 2018

TECNOLOGIA

PM do Rio nega crítica do Bope pelo Twitter à cobertura das TVs Globo e Record

26 NOV 2010Por FOLHA ONLINE20h:56

O Coronel Lima Castro, relações públicas da Polícia Militar do Rio, negou nesta sexta-feira que o Bope tenha criticado as imagens aéreas veiculadas ontem pelas TVs Globo e Record, que mostravam traficantes fugindo da favela Vila Cruzeiro, na zona norte da cidade.

Ontem, a assessoria de imprensa da PM havia confirmado à Folha que o perfil do Bope (Batalhão de Operações Especiais) na rede social Twitter, onde apareceram as críticas, era verdadeiro. A suposta queixa foi postada durante a tarde no microblog @Bope-RJ, e dizia: "Um desserviço prestado pelas aeronaves da Record e da Globo".

Hoje, Lima Castro afirmou que o perfil do batalhão no Twitter é falso, e que tanto a Polícia Militar quanto o Bope estão satisfeitos com a cobertura feita pelas emissoras de televisão na operação da Vila Cruzeiro.

As emissoras mostraram imagens de bandidos fugindo da favela para o vizinho Complexo do Alemão, por causa da operação que envolveu 220 homens das polícias Militar e Civil. Cientes de que estavam sendo filmados, os bandidos exibiram fuzis às câmeras, numa atitude desafiadora, após se agruparem no Complexo do Alemão.

Questionado sobre o caso ontem, o secretário de Segurança do Rio, José Mariano Beltrame, disse que não havia nada a esconder, mas afirmou que "o Bope tem pessoas muito técnicas e especializadas naquilo que fazem, então podem ter tido outra interpretação".

RESPOSTA

A equipe de jornalismo da TV Record disse que tomou conhecimento das críticas por meio de um jornalista da Folha ontem, mas na sequência apurou que o perfil do Bope no Twitter não era o oficial.

"A Record estava fazendo uma grande cobertura jornalística de um assunto importante para o cidadão brasileiro, e o helicóptero é utilizado nesse tipo de cobertura. Foi mais uma prestação de serviços para levar ao telespectador as melhores imagens", defendeu a TV Record por meio de sua assessoria de imprensa.

A assessoria afirmou ainda não ter recebido nenhum comunicado oficial da equipe de comunicação do Bope afirmando que o uso do helicóptero estava atrapalhando a operação da polícia; caso contrário, segundo a assessoria, a emissora teria suspendido o uso da aeronave.

Já a assessoria de imprensa do jornalismo da TV Globo disse à Folha que não há nada a comentar sobre as supostas críticas do Bope, uma vez que o perfil no Twitter é falso.

Leia Também