Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

sexta, 15 de fevereiro de 2019 - 23h07min

VIOLÊNCIA

PM do Amazonas afasta major por suspeita de tortura

3 ABR 11 - 20h:58FOLHA ONLINE

A Polícia Militar do Amazonas informou neste domingo que afastou o comandante da companhia de Coari, major Claudenir Barbosa, um cabo e quatro soldados para investigar uma acusação de tortura contra dois adultos e dois adolescentes.

Este é o terceiro caso de afastamento de policiais por agressão contra civis desde o dia 21 de março, quando um vídeo, divulgado na internet, mostrou imagens de um garoto de 14 anos sendo alvejado à queima-roupa por policiais.

Sete policiais envolvidos na agressão contra o adolescente foram afastados e estão presos. Uma semana depois, o comandante-geral da PM, coronel Dan Câmara, foi demitido.

Na sexta-feira (1º), outros quatro policiais foram afastados sob suspeita de tortura contra um jovem de 18 anos.

O caso de Coari (a 370 km de Manaus) aconteceu no domingo passado. Segundo a investigação, após uma partida de futebol dois jovens e dois adolescentes se envolveram em uma briga. Dois soldados que atenderam a ocorrência foram agredidos por eles, segundo a polícia.

O comandante de policiamento do interior, coronel George Catete, que viajou para Coari, disse que o major Claudenir Barbosa levou mais cinco policiais ao campo de futebol e prendeu os dois adultos e os dois adolescentes. No caminho da delegacia, eles foram torturados pelos policiais, segundo o comandante.

Os quatro foram espancados com cabos de aço e estão internados no hospital público da cidade, sob custódia da polícia.

A reportagem não localizou o major Claudenir Barbosa para falar sobre as acusações. Segundo a companhia militar de Coari, ele deve se apresentar amanhã no comando da capital com os outros cinco policiais envolvidos no caso.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

TRAGÉDIA

Funcionários da Vale são presos por rompimento de barragem de Brumadinho

BRASIL

União pagou R$ 565 milhões em dívidas atrasadas de estados em janeiro

TRAGÉDIA

Procuradoria defende júri popular para acusados por tragédia em Boate Kiss

TRAGÉDIA

Justiça determina que Vale retire animais das áreas de risco em Barão de Cocais

Mais Lidas