Domingo, 18 de Fevereiro de 2018

apreensão

PM barra mais de seis toneladas de drogas em apenas dois meses

13 NOV 2010Por bruno grubertt00h:00

Em dois meses, a Polícia Militar de Mato Grosso do Sul apreendeu mais de 6 toneladas de cocaína, maconha, pasta-base, haxixe e crack em todo o Estado. Quase tudo do que foi apreendido em setembro e outubro é maconha, sendo que as outras drogas representam apenas 94 quilos.

O maior percentual da droga foi pego por policiais do Comando de Policiamento do Interior, responsável por recolher 97% de tudo o que foi encontrado. A Polícia Militar Rodoviária impediu a entrada de 2,6 mil quilos de drogas no Estado. Mato Grosso do Sul é conhecido corredor de passagem de drogas que são trazidas do Paraguai e da Bolívia. A grande faixa de fronteira seca dificulta a fiscalização.

Na Capital e municípios do entorno, foram apreendidos pouco mais de 172 quilos de maconha.

A cocaína foi o segundo tipo de entorpecente mais confiscado — 64 quilos nos dois meses. A Polícia Militar de Coxim atingiu o maior índice de apreensão dessa droga — 31 quilos. O crack recolhido somou 9,5 quilos.

De acordo com a Polícia Militar, há três formas de flagar o crime de tráfico de drogas: abordagens para evitar o comércio, monitoramento por meio do serviço de inteligência e fechamento de pontos de venda e vistorias em veículos automotores tanto nas rodovias como em terminais de transbordo. Nas cidades, os focos são os locais de comércio dos entorpecentes, as conhecidas "bocas-de-fumo".

Até o fim do ano, a Polícia Militar de Mato Grosso do Sul pretende criar grupos especiais de combate ao tráfico de drogas em todos os pelotões da corporação. Inicialmente, o trabalho será feito na Capital e a ideia é que seja estendido para as maiores cidades do interior.

As equipes trabalharão junto com o serviço de inteligência da PM, que já atua no estudo de locais onde o tráfico está presente. A PM pretende incorporar a esses grupos alguns dos novos policiais que ainda estão em formação.

Leia Também