Terça, 12 de Dezembro de 2017

interior

PM apreende recorde de drogas

4 FEV 2014Por DA REDAÇÃO00h:00

As unidades integrantes do Comando de Policiamento do Interior (CPI) apreenderam, em 2013, mais de 74 toneladas de drogas. O número é 15% maior que o apreendido em 2012 e mantém o aumento anual desde 2010. A intensificação das abordagens, o trabalho de inteligência policial, as denúncias recebidas e a constante qualificação do PM são algumas das razões para os bons resultados.

Nos últimos quatro anos, a Polícia Militar, por meio das unidades que atuam no interior do Estado, retirou de circulação 213.436,351kg de drogas, dos quais 74.101,282kg apenas em 2013. Ainda, apreendeu 33.292,896kg em 2010; 42.966,058kg em 2011 e 63.076,115kg em 2012. “Esses números refletem o trabalho da Polícia Militar, o comprometimento de cada integrante da tropa com o serviço, o empenho na prevenção e no combate à criminalidade. O tráfico de drogas além de ser um crime grave em si é motivo de vários outros como roubos e furtos. Ainda é causa de aflição e desestruturação de muitas famílias, por isso é tão importante impedir que as drogas sejam distribuídas”, disse o comandante-geral da PMMS, coronel Carlos Alberto David dos Santos.

Do total, a PM apreendeu mais de 210t de maconha, equivalentes a 98,4% de toda a droga apreendida entre 2010 e 2013. No ano passado, não foi diferente: 73.595,554kg, 99,2%, apenas de maconha. O 14° Batalhão de Polícia Militar Rodoviário (27.670,455kg) e a 3ª Companhia Independente de Polícia Militar com sede em Amambai (13.256,904kg) mantiveram, como nos anos anteriores, os maiores índices da apreensão desse tipo de droga. A modalidade de serviço – patrulhamento e guarda das rodovias estaduais – do 14° BPMRv e a localização estratégica da 3ª CIPM, na fronteira com o Paraguai, são apontados como os principais responsáveis pelos altos números.

A PM também apreendeu cocaína, pasta-base, crack e haxixe. Foram 126,211kg de cocaína, com destaque para o trabalho do 14° BPMRv (69kg) e do 16° BPM, com sede em Fátima do Sul (40,938). De pasta-base, as unidades do CPI retiraram de circulação 293,831kg, sendo 272,739kg, apenas pelo batalhão rodoviário. Foram apreendidos também 62,551kg de crack, especialmente pelo 8° BPM de Nova Andradina (38,538kg) e 12° BPM de Naviraí (10,399kg), além de 23,135kg de haxixe, a maioria pela 3ª CIPM (21,623kg).

“Nossos policiais estão de parabéns. Os resultados só nos estimulam a continuar aprimorando o trabalho. Estamos investindo em ações de inteligência e em qualificação, mas não teríamos alcançado números tão expressivos sem o apoio da população que nos municia com informações importantes”, concluiu o comandante-geral da PM.

Integram o CPI: 2° BPM (Três Lagoas), 3° BPM (Dourados), 4° BPM (Ponta Porã), 5° BPM (Coxim), 6° BPM (Corumbá), 7° BPM (Aquidauana), 8° BPM (Nova Andradina), 11° BPM (Jardim), 12° BPM (Naviraí), 13° BPM (Paranaíba), 14° BPMRv, 15° Batalhão de Polícia Militar Ambiental, 16° BPM, 1ª CIPM (Bonito), 2ª CIPM (Maracaju), 3ª CIPM (Amambai) e 4ª CIPM (Chapadão do Sul).

Leia Também