segunda, 16 de julho de 2018

ELEIÇÃO

Plínio acredita que 'vai rolar muito mensalão' no governo Dilma

1 NOV 2010Por PORTAL TERRA13h:33

O candidato à presidência da República derrotado no primeiro turno, Plínio de Arruda Sampaio (Psol), afirmou nesta segunda-feira que o grande problema da presidente eleita, Dilma Rousseff (PT), será "administrar a bancada fisiológica" no Congresso e disse acreditar que o mensalão vai voltar. "Acho que vai rolar muito mensalão".

"Essa maioria é uma maioria absolutamente fisiológica, vai exigir cargos, vai exigir vantagens. Já já nós temos um outro mensalão por aí", afirmou Plínio, e acrescentou: "a bancada dela é composta pelos conhecidos partidos, onde estão os maracuteios. De modo que de maracuteio só pode sair maracutaia".

Para o socialista, a vitória destas eleições foi de Lula e não de Dilma. "Tanto assim que a imprensa internacional só pôs vitorioso o Lula", declarou.

Plínio não deixou de repetir as críticas que fez a Dilma durante o decorrer da campanha, ao dizer que ela é politicamente desconhecida. "Eu vejo com muita preocupação o que vem pelo futuro, porque é uma incógnita. Você não sabe o que essa mulher vai fazer porque ninguém a conhece politicamente".

Segundo Plínio, o novo governo é uma ameaça, pois para ele, as mudanças necessárias não acontecerão. "É uma ameaça no seguinte sentido: é a continuação de uma política de enganação, enquanto os problemas do Brasil vão se agravando tremendamente. A educação está muito ruim, a saúde está um lixo, a violência cresce de uma medida desmedida, o país se desindustrializa, a pouca indústria que fica se desnacionaliza de modo que é um processo de regressão neocolonial que vai continuar".

Leia Também