Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

RECURSOS

Plano Safra destina R$ 242 milhões para agricultura familiar de MS

Plano Safra destina R$ 242 milhões para agricultura familiar de MS
21/08/2012 18:30 - DA REDAÇÃO


Lançado na manhã de hoje (21), na Universidade Católica do Dom Bosco, o Plano Safra da Agricultura Familiar 2012/2013, que disponibiliza para Mato Grosso do Sul, R$ 242 milhões advindos do Ministério de Desenvolvimento Agrário (MDA).

O evento, que teve como representante do Estado o secretário-adjunto da Secretaria de Desenvolvimento Agrário, da Produção, da Indústria, do Comércio e do Turismo (Seprotur), Paulo Engel, também firmou o compromisso com os trabalhos para agricultura familiar, por meio da assinatura do termo de cooperação entre o MDA, Delegacia Federal de Agricultura de Mato Grosso do Sul (DFDA-MS), Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer) e Seprotur.

Representando o ministro Pepe Vargas na solenidade, o secretário de Desenvolvimento Territorial do MDA, Jerônimo de Souza, falou sobre organização econômica e sustentabilidade, pilares do Plano, e ainda sobre a necessidade de cooperação mútua para a efetivação do Plano Safra. “Não adianta lançar o Plano sem a parceria do governo do Estado, sem o Banco do Brasil, porque ninguém caminha sozinho. Não podemos perder 242 milhões de crédito por causa de burocracia”, pontuou.

Do total do crédito rural, R$ 225 milhões serão destinados ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), um aumento de 25% em relação à safra anterior, quando foram disponibilizados R$ 180 milhões. 

Felpuda


Paixão política que extrapola o bom senso, chega nas redes sociais e se transforma em baixaria pode resultar em prejuízo no bolso. Isso foi o que aconteceu com autor de texto nada elogioso contra colega por diferenças em apoio a candidatos nas eleições de 2016. O dito-cujo foi condenado a pagar indenização de R$ 7 mil, com correção monetária e juros mensais a partir da publicação da sentença, além dos honorários advocatícios. Detalhe: os adversários daquela época hoje andam de braços dados. Pode?