Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

PCC

Plano de resgate tinha MS como
rota de fuga

28 FEV 14 - 00h:00DA REDAÇÃO

Plano de resgate de Marco Willians Herbas Camacho, o Marcola, e de outros líderes da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC), da Penitenciária II de Presidente Venceslau (SP), incluía Mato Grosso do Sul como rota de fuga, conforme reportagem na edição de hoje (28) do jornal Correio do Estado. O plano, que previa o emprego de helicópteros e um avião, também abrangia a utilização de uma pista de pouso na cidade de Bataguassu, e seria executado em fevereiro.

O PCC, que nasceu de 1993, num presídio de Taubaté (SP) tem fortes ramificações nos presídios de Mato Grosso do Sul, de onde comanda, com uso irregular de celulares, a maioria dos crimes de roubo de veículos, tráfico de drogas e assassinato ocorridos em Campo Grande e no interior do Estado.

Segundo reportagem veiculada pelo SBT, um relatório secreto da inteligência da polícia e do Ministério Público de São Paulo revela que a facção criminosa tem um plano ousado de resgate do traficante Marcola, e de Cláudio Barbará da Silva, o Barbará; Luiz Eduardo de Barros, o Du Bela Vista; e Célio Marcelo da Silva, o Bin Laden. Eles estão em celas localizadas em um mesmo prédio da penitenciária. A matéria é assinada por Thiago Gomes.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

RIO DE JANEIRO

Reforma é concluída e pista do Santos Dumont volta a operar normalmente

Psita ficou fechada por quase um mês
Árvores em contato com fiação podem causar incêndios e choque elétrico
DIA DA ÁRVORE

Árvores em contato com fiação podem causar incêndios e choque elétrico

Em período de reprodução de aves, mulher é presa por roubar periquitos
MULTA DE R$ 10 MIL

Mulher é presa por roubar periquitos em ninho

ESTADO GRAVE

Policial Militar é baleado na cabeça com tiro de fuzil durante abordagem

Tiros foram de armas de longo alcance contra grupo de policiais

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião