Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

SUCESSÃO ESTADUAL

Planalto se esforça para fazer aliança entre PT e PMDB

Planalto se esforça para fazer aliança entre PT e PMDB
27/02/2014 00:00 - DA REDAÇÃO


O Palácio do Planalto está fazendo esforço para unir o PMDB com o PT em Mato Grosso do Sul. O governador André Puccinelli (PMDB) foi chamado a Brasília, recentemente, para conversar com o ministro-chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, sobre o processo sucessório no Estado. A reportagem está na edição de hoje (27) do jornal Correio do Estado.

Ele ofereceu a vaga de vice-governador e de Senado para o PMDB apoiar a eventual candidatura do senador Delcídio do Amaral (PT). André não afastou a possibilidade de acordo, mas deixou claro que a decisão será do partido e não dele. Portanto, caberá ao comando do PMDB convencer o ex-prefeito de Campo Grande Nelsinho Trad Filho a abrir mão de sua pré-candidatura em favor da aliança com o PT.

Ontem à tarde, André e Delcídio estavam juntos em Brasília. A aliança fez parte da conversa dos dois e havia previsão deles se encontrarem com Mercadante para amadurecer a proposta de união dos dois rivais em Mato Grosso do Sul. Mas André não confirmou o encontro na Casa Civil. Ele confirmou apenas reunião com a ministra do Planejamento, Mirian Belchior, acompanhado de Delcídio e dos demais integrantes da bancada federal para tratar os projetos do PAC. A reportagem é de Adilson Trindade e Tavane Ferraresi.

Felpuda


Prefeitura de município do interior de MS recebeu recomendação do Ministério Público do Estado no sentido de exonerar servidores comissionados, livres do cartão de ponto, que são parentes de secretários da administração e de vereadores. O nepotismo se tornou um excelente “negócio” por lá, e se até o dia 6 de agosto as devidas providências não forem tomadas, medidas serão adotadas, como ação por improbidade administrativa. Tem gente que não aprende mesmo, né?