Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Delcídio:

Planalto está ‘batendo duro’ para unir PMDB e PT

3 MAR 14 - 00h:00DA REDAÇÃO

Reportagem na edição de hoje (03) do jornal Correio do Estado informa que o senador Delcídio do Amaral (PT) confirmou que está havendo esforço muito grande do Planalto para unir o PT e PMDB em Mato Grosso do Sul. Segundo ele, tanto a direção nacional do PT como a do PMDB estão “batendo duro” para que o governador André Puccinelli (PMDB) seja candidato ao Senado na eleição estadual, devido ao seu peso eleitoral. No entanto, na eventual aliança com o PT, há a possibilidade de o PMDB indicar o ex-prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad (PMDB), para compor chapa ao lado de Delcídio como candidato a senador. 

O presidente regional do PSD e ex-senador, Antonio João Hugo Rodrigues, ratificou a importância de André no cenário político do Estado, porém, ressaltou que Nelsinho também seria “imbatível” como candidato a senador. “Eu acho que o Nelsinho como candidato ao Senado é imbatível também, pelo menos é isso que apontam as pesquisas”, disse Antonio João. “Eu não falo no achismo, eu me baseio em pesquisa, na vontade popular”.

Conforme Delcídio, as executivas nacionais demonstraram que têm insistido na união dos partidos rivais no Estado. “Nacionalmente, os dois estão batendo duro, tanto o PT quanto o PMDB. Acho que o PT nacional mostrou a vontade e mais do que nunca, com essa iniciativa, sinalizou a importância do André dentro do cenário político aqui no Estado”, afirmou.

  Senador Delcídio (Foto: Paulo Ribas)

Delcídio disse ainda, que foi considerada a possibilidade de Nelsinho assumir a candidatura ao Senado e a vice-governadora Simone Tebet (PMDB) mais uma vez candidata a vice, agora, ao lado de Delcídio. A reportagem é de Tavane Ferraresi e Roberta Cáceres.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

DEFICIT

Diferença entre importações e exportações fica em US$ 552 milhões

Balança comercial registrou déficit na segunda semana do mês
PETROBRAS ANALISA REVISÃO

Preço do petróleo no Brasil não irá aumentar no curto prazo

Felipe Neto sofre ameaças e tira a mãe do Brasil
APÓS BIENAL

Felipe Neto sofre ameaças e tira a mãe do Brasil

SAQUE IMEDIATO

Caixa credita quase R$ 5 bilhões para pagamento do FGTS

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião