Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

CANTORA

Pitty defende Anitta após críticas de fãs: 'Nosso corpo é nosso'

6 MAR 14 - 11h:47FAMOSIDADES

Pitty utilizou a internet nesta semana para defender a cantora Anitta, depois de receber diversas mensagens com críticas à funkeira. De acordo com a cantora, muitos seguidores ficaram incomodados com o fato de a artista fazer versões de algumas músicas de seu repertório, em sua maioria no estilo rock and roll.

Mas, o motivo para a chuva de críticas não seria a mistura de ritmos e sim o fato de Anitta exibir seu corpo durante os shows. “Nosso corpo é nosso. Não deixe ninguém te dizer o contrário. Desfrute dele, assuma-o com a forma e o tamanho que ele tiver”, escreveu em seu site oficial.

Confira, na íntegra, o texto da cantora:

Começou assim: alguém me avisou que Anitta tinha postado um trecho de uma música minha numa rede social. Depois me mandaram um link dela cantando 'Máscara' ao vivo num show. Depois outro dela cantando 'Na Sua Estante'. E eu achei divertidíssimo que alguém de um universo tão diferente estivesse ligada no meu som e reinterpretando-o a sua maneira.

Isso já faz um tempo e tudo o que eu sabia até então é que eu a tinha visto num clipe com uma fotografia massa. 'Ah, é aquela menina do clipe bonito', pensei. E o tempo foi passando, e as reações de algumas pessoas em comentários, quando me mandavam os links, começaram a me deixar intrigada-barra-preocupada.

Geralmente meninas, e novas, com um discurso de 'credo, essa menina cantando sua música, ela fica aí mostrando o corpo, sendo vulgar' etc, etc. Coisas desse tipo. Percebi que o que incomodava não era necessariamente o estilo, ninguém falava sobre mérito musical, cantou bem ou cantou mal, mas sim 'mostrou o corpo'. E até hoje, volta e meia alguém me escreve com esse papo.

Sempre fui uma pessoa discreta, não curto expôr vida pessoal e nem sou afeita a ensaios sensuais; não por pudor, mas por sentir que a máquina patriarcal que opera esses mecanismos acaba sempre nos colocando como bibelôs à disposição - mesmo quando tenta nos convencer de que isso é exercer liberdade. Quando o fiz, procurei que fosse em um veículo no qual eu sentia que realmente esse exercício de liberdade estaria em primeiro plano. Enfim.

O que me deixou aflita e o que eu queria dizer para aquelas meninas que mandaram as mensagens é: Nosso corpo é nosso. Não deixe ninguém te dizer o contrário. Desfrute dele, assuma-o com a forma e tamanho que ele tiver, vivencie seu corpo- assumindo a responsabilidade que isso traz.

Esse empoderamento é importante pra todas nós. Nós podemos usar a roupa que quisermos, podemos dizer o que quisermos, podemos ficar com quem quisermos, a hora que quisermos. Somos donas do nosso destino e estamos aqui para sermos felizes e nos sentirmos bem. O resto, meus amores, é só opressão.

Pra mim isso tudo é clichê de tão óbvio, mas achei que devia dizer.

Um abraço carinhoso pra todas, suas lindas.
E em tempo: um beijo, Anitta!".

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

OPINIÃO

Raul Spitz: "Falar sobre o suicídio é proporcionar vida"

Psicólogo e consultor pedagógico do Laboratório Inteligência de Vida (LIV)
Teste da nova BMW R 1250 GS Adventure
CORREIO VEÍCULOS

Teste da nova BMW R 1250 GS Adventure

Felpuda

NOVO SISTEMA

Pedidos de refúgio no Brasil podem ser feitos apenas pela internet

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião