Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Estudo

Pílula barata pode evitar milhares de mortes por falência cardíaca, diz estudo

31 AGO 10 - 09h:30Com informações do site Estadão

Um tratamento com uma pílula tomada diariamente, a um custo inferior a R$ 4 por dia, poderia salvar as vidas de milhares de pacientes com problemas no coração, segundo pesquisadores britânicos.

A droga, chamada ivabradina, já é usada para o tratamento de pessoas com angina (dor no peito).

A pesquisa envolveu mais de 6,5 mil pessoas em 37 países que já usavam outros tratamentos tradicionais como drogas beta-bloqueadoras, que ajudam a regular o batimento cardíaco.

Ao contrário dos beta-bloqueadores, a ivabradina reduz o ritmo do batimento cardíaco sem reduzir também a pressão sanguínea.

Em um período de dois anos, a droga reduziu o risco de morte por falência cardíaca em 26%.

O medicamento teve impacto semelhante sobre pacientes internados com problemas cardíacos agudos.

Os resultados da pesquisa foram apresentados no encontro anual da Sociedade Europeia de Cardiologia, em Estocolmo, na Suécia.

Segundo o pesquisador Martin Cowie, a droga não é recomendada para qualquer um, mas apenas para os pacientes que já sofrem com condições cardíacas graves. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

'Portões Abertos' da Base tem <br> cães farejadores como atração
LAZER

'Portões Abertos' da Base
tem cães de caça como atração

Fazendeiro de MS impede passagem e etapa do Rally dos Sertões é interrompida
LARGADA FOI EM CAMPO GRANDE

Fazendeiro de MS impede passagem e etapa do Rally é interrompida

INCÊNDIOS FLORESTAIS

Fundo apoiado por Leonardo DiCaprio promete US$ 5 milhões para Amazônia

Traficantes transportavam 130 quilos de maconha em motos
TRÁFICO EM DUAS RODAS

Traficantes transportavam 130 quilos de maconha em motos

Mais Lidas