domingo, 15 de julho de 2018

PF tem mais prazo para investigar caso Erenice

19 OUT 2010Por brasília02h:40



A Polícia Federal confirmou ontem a prorrogação por 30 dias do prazo de investigação das denúncias sobre um suposto esquema de tráfico de influência na Casa Civil envolvendo familiares da ex-ministra Erenice Guerra. O pedido havia sido encaminhado ao Ministério Público Federal na última semana.
Além dos depoimentos já colhidos, a PF também já providenciou a cópia de cinco computadores da Casa Civil e um dos Correios, que serão periciados.
A comissão de sindicância instaurada na própria Casa Civil para apurar as denúncias também foi prorrogada por um mês, conforme portaria publicada ontem no Diário Oficial da União.
Erenice Guerra deixou o governo no dia 16 de setembro após uma série de denúncias. Reportagem da revista Veja aponta que o filho da ministra, Israel Guerra, teria recebido R$ 5 milhões da MTA Linhas Aéreas como “taxa de sucesso” na intermediação de uma transação.

Leia Também