Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

Rio Paraguai

PF se reequipa para combater tráfico

20 AGO 12 - 00h:02THIAGO GOMES

A Polícia Federal no Mato Grosso do Sul espera receber, ainda neste ano, uma lancha para auxiliar no combate ao tráfico de drogas, armas e contrabando, principalmente, na região da fronteira do Brasil com a Bolívia. Desde o início do ano, a PF vem adquirindo os aparelhos para repasse às suas regionais, de forma a reforçar a repressão ao narcotráfico, que além de suas rotas terrestres e aéreas, também faz incursões fluviais.

Na última semana, por exemplo, chegou a Cuiabá (MT) uma dessas lanchas. O repasse atendeu a critérios de distribuição, tendo em vista que os rios que atravessam o Estado também estão sendo utilizados para a prática de diversos crimes, não só ambientais, mas também para o tráfico de drogas. Conforme a PF mato-grossense, tão logo a Capitania dos Portos regularize a situação, a lancha seguirá para a delegacia de Cáceres, onde passará a ser utilizada inicialmente no Rio Paraguai.

De acordo com a Superintendência Regiona da Federal no Mato Grosso do Sul, a lancha a ser recebida pelo Estado será deslocada para a delegacia de Corumbá, para emprego também no Rio Paraguai.

Leia mais no jornal Correio do Estado.
 

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Donos de carros apreendidos <br>devem R$ 21 milhões ao Detran
PREJUÍZO

Donos de carros apreendidos
devem R$ 21 milhões ao Detran

EM 2019

Abertura de novos negócios teve melhor resultado em 6 anos

No ano passado, 7.087 empreendimentos foram abertos no Estado
Mega-Sena pode deixar alguém R$ 27 milhões mais rico neste sábado
SORTEIO

Mega-Sena pode deixar alguém R$ 27 milhões mais rico hoje

Chegada da CNN Brasil ainda não bota medo na concorrência
CANAL 1 - FLÁVIO RICCO

Chegada da CNN Brasil ainda não bota medo na concorrência

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião