Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

PF intercepta 4,6 toneladas de maconha

28 JUL 08 - 22h:30
     

        Antônio Viegas

        A Polícia Federal de Dourados apreendeu nesta tarde 4,6 toneladas de maconha na MS-156, entre Caarapó e Amambai. A droga estava escondida em meio a uma carga de aveia. Esta é a segunda maior apreensão do ano. Em maio foi interceptado um carregamento de 6,4 toneladas. Duas pessoas foram presas e autuadas em flagrante.

De acordo com a Polícia Federal, por volta das 9h da manhã de, uma equipe de policiais abordou o caminhão Mercedes-Benz, cor azul, placas DAJ-6860, de São Gabriel do Oeste, que estava parado no acostamento da rodovia. Os agentes fizeram a fiscalização de rotina e aparentemente o carregamento de aveia que estava sendo transportado era legal. No entanto, a Polícia Federal percebeu atitude suspeita do motorista e passou a monitorar o caminhão. No período da tarde, o veículo passou a seguir rota diferente da que constava na nota fiscal. Ao parar em posto de combustível, o condutor O.J.L. foi novamente abordado e, desta vez, estava com outra pessoa, S.A.P. que passaria nota para seguir a viagem. Os dois e o caminhão foram encaminhados sob suspeita até a sede da Delegacia da Polícia Federal em Dourados, onde foi constado que sob o carregamento de aveia havia 4,6 toneladas de maconha. A policia só iria interrogar a dupla durante a noite para obter mais detalhes a respeito da propriedade da droga e quem iria receber.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

OPORTUNIDADE

Alunos de nível médio de baixa renda podem estudar nos Estados Unidos

As inscrições se encerrarão no dia 13 de janeiro de 2020
SAÚDE

Mamma Bruschetta passa por cirurgia após diagnóstico de câncer de esôfago

"Foi um sucesso", escreveu a apresentadora no Instagram
INTERNACIONAL

Atentado na Síria deixa 14 mortos e 33 feridos

Explosão ocorreu numa zona onde se concentram táxis e autocarros
ONU

Michelle Bachelet condena uso excessivo da força policial na Bolívia

Para alta comissária da ONU, situação pode degenerar-se no país

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião