Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

PF faz operação em Três Lagoas para investigar crime eleitoral

30 OUT 08 - 07h:40
     

 

 

Documentos e atestados médicos falsos foram apreendidos hoje em Três Lagoas, por agentes da Polícia Federal, durante a Operação Coleta, que está sendo desenvolvida em vários estados brasileiros e investiga crimes eleitorais.

Quatro pessoas foram presas e estão na carceragem da Polícia Federal de Jales, a 350 quilômetros de Mato Grosso do Sul. Todas são acusada de cometer crimes eleitorais na cidade de Ilha Solteira, a 70 quilômetros de Três Lagoas, no interior de São Paulo.

Foram presos o vice-prefeito eleito da cidade de Ilha Solteira, Emanuel Zinezi (DEM), o presidente da subseção local da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), o advogado Darley Barros Júnior e um assessor da OAB, Ivo de Oliveira. O outro preso não teve o nome divulgado, mas deverá ser apresentado hoje.

Eles ficarão detidos por cinco dias e esta semana serão ouvidos pelo delegado Vinicius Zangirolani, da PF de Jales, interior de SP.

A Polícia investiga a suspeita de compra de votos, por meio da liberação de atestados médicos falsos, distribuição de cestas básicas e pagamento de contas dos eleitores. A matéria completa está na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

CHILE

Bombeiros detectaram alta concentração de monóxido de carbono em apartamento

Acidentes no trânsito deixaram 18,7 mil feridos em MS nos últimos dez anos
INTERNAÇÕES NO ESTADO

Acidentes deixaram 18,7 mil feridos nos últimos dez anos

Em uma semana, mais três mortes por dengue são confirmados no Estado
BOLETIM

Em uma semana, três mortes por dengue são confirmados

Bares venderão cervejas pela metade do preço no Dia sem Imposto
RUA JOSÉ ANTÔNIO

Bares venderão cervejas pela metade do preço na quinta

Mais Lidas