Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

domingo, 17 de fevereiro de 2019 - 13h00min

PF entra em choque com polícia paraguaia

5 AGO 10 - 07h:34
EDILSON JOSÉ ALVES, PONTA PORÃ

Agentes da Polícia Federal se desentenderam com policiais paraguaios, ontem pela manhã, em Ponta Porã. A confusão começou depois que dois soldados da Polícia Nacional do Paraguai entraram armados e com uma viatura em território brasileiro e foram detidos. O fato gerou tumulto na linha internacional, mobilizando dezenas de policiais brasileiros e paraguaios. Foram levantadas várias hipóteses para o caso, que até o final da tarde não foi esclarecido pelo Departamento de Polícia Federal em Mato Grosso do Sul.
Os paraguaios são acusados de terem desrespeitado a soberania nacional ao entrarem no Brasil sem a devida permissão. O caso aconteceu por volta das 9h30min, na Avenida Internacional, proximidades do Hotel Cassino Amambay, chamando a atenção de curiosos que passavam pelo local em virtude da grande aglomeração de policiais. Além dos federais, o entrevero levou ao local a Força Nacional e a Polícia Militar.
O comissário da Polícia Nacional em Pedro Juan Caballero, Luiz Bassan, lamentou o ocorrido e disse que sempre existiu harmonia entre os organismos policiais da fronteira. Ele disse que os agentes detidos atravessaram para o lado brasileiro apenas para adquirir peças usadas em um ferro velho na Avenida Internacional. “Os policiais iriam apenas comprar algumas peças para consertar uma viatura quebrada”, disse.
Bassan declarou que a ação dos federais brasileiros assustou os paraguaios. Ele disse que os agentes da PF estavam em um veículo descaracterizado e que durante a abordagem tentaram desarmar os paraguaios. Tanto os federais como os agentes paraguaios solicitaram reforços e em questão de minutos a faixa de fronteira ficou lotada de policiais. Depois de negociação entre os comandos todos foram liberados.
Até ontem à tarde, a Polícia Federal não tinha se pronunciado sobre o ocorrido. A reportagem manteve diversos contatos com a delegacia de Ponta Porã, com a Superintendência Regional em Campo Grande e através de celular com o assessor de comunicação da instituição na fronteira. A informação era de que ainda ontem seria distribuída uma nota sobre o caso, o que não ocorreu até o fechamento desta edição.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Crianças são encontradas mortas em desabamentos após temporal
INTERIOR SP

Crianças são encontradas mortas em desabamentos após temporal

PREÇOS DOS COMBUSTÍVEIS

Após três quedas seguidas, gasolina volta a subir em Campo Grande

Etanol apresentou redução e diesel ficou estável, segundo ANP
Candidatos chegam mais cedo por preocupação com mudança no horário
CONCURSO PÚBLICO

Candidatos chegam mais cedo por preocupação com horário

Em janeiro, 490 empresas foram abertas em Mato Grosso do Sul
ECONOMIA REGIONAL

Em janeiro, 490 empresas foram abertas em Mato Grosso do Sul

Mais Lidas