Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

feirinha boliviana

PF e Receita apreendem produtos ilegais

15 MAR 11 - 18h:36diario online

A Polícia Federal em conjunto com a Receita Federal, desencadeou nesta terça-feira, 15 de março, uma ação de fiscalização que resultou na apreensão de produtos importados sem a documentação fiscal, além de mercadorias destinadas à exportação e que são reintroduzidas ilegalmente no comércio nacional.

Os produtos diversos foram apreendidos na Feira Bras-Bol, popularmente conhecida como Feirinha Boliviana, e no comércio nos arredores da feira. Caminhonetes das duas instituições saíam carregadas com bebidas, sobretudo cerveja, além de macarrão, fósforo e outros produtos.

O efetivo da operação contou com cerca de 20 pessoas, incluindo policias federais e agentes da Receita. Até o final da tarde, ainda não havia sido divulgado um balanço do volume de apreensões, entretanto pode-se afirmar que é considerável.

Entre os comerciantes que tiveram mercadoria apreendida, estava a boliviana Rosemary Mamane, que buscava a documentação dos produtos que comercializa. "Tenho documento de quase tudo. Em valores não tenho como calcular o prejuízo, mas perdi agora cerca de 100 caixas de cerveja. Agimos assim porque tirando firma e vendendo produto brasileiro se ganha apenas centavos. Com os produtos de exportação ganhamos um pouco mais", justificou.

O delegado da Polícia Federal em Corumbá, Alexandre Nascimento, adiantou ao Diário que duas pessoas foram presas em flagrante por reincidirem na prática ilegal. Já as demais tiveram a mercadoria apreendida e poderão, conforme o volume de tributo sonegado, responder processo criminalmente. O balanço da ação deve ser divulgado nesta quarta-feira, 16 de março.

Todo o material apreendido é encaminhado para os depósitos da Receita Federal e, segundo o inspetor geral, Nilo Ribas, por se tratar de produto destinado à exportação e que, portanto não pode ser reintroduzido no comércio nacional, deverá ser destruído futuramente.

O crime de descaminho se caracteriza pela entrada ou saída de produtos permitidos sem passar pelos trâmites burocráticos devidos.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Júri condena dois acusados de atacar judeus em 2005 em Porto Alegre
BRASIL

Júri condena dois acusados de atacar judeus em 2005 em Porto Alegre

BRASIL

Brumadinho: sobe para 212 o número de mortos identificados em tragédia

BRASIL

Bolsonaro e Piñera rejeitam intervenção militar na Venezuela

BRASIL

Caminhoneiros se mobilizam para nova paralisação, mostra monitoramento

Mais Lidas