Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, segunda, 10 de dezembro de 2018

Petrobras importará mais 1 milhão de barris de gasolina

4 MAI 2011Por folha02h:41

A Petrobras vai importar mais 1 milhão de barris de gasolina este mês para reforçar os estoques do combustível, disse nesta terça-feira o diretor de abastecimento e refino, Paulo Roberto Costa.

No mês passado, a estatal já havia comprado 1,5 milhão de barris de gasolina, diante do forte aumento do consumo em todo o país.

Com isso, o volume importado em 2011 fica bem próximo do total registrado no ano passado -- 3 milhões de barris.

Costa garantiu que não há risco de faltar gasolina. "Estamos trabalhando com nossas refinarias a plena capacidade, e estamos importando para garantir os estoques", afirmou, depois de participar de cerimônia de assinatura de pré contrato com a Cedae, para o fornecimento de água reutilizada para o Comperj (Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro), que está sendo erguido em Itaboraí, na região metropolitana do Rio.

O executivo explicou que a produção atual de gasolina nas refinarias brasileiras fica entre 380 mil e 480 mil barris/dia, patamar semelhante ao consumo diário do país. No primeiro trimestre de 2011, o consumo de combustíveis cresceu 4,5%.

"O volume de gasolina cresceu um pouco acima disso", observou Costa, sem precisar o dado.

Não há previsão de novas compras de gasolina no exterior, frisou Costa. Segundo ele, a expectativa é que, com o início da safra de álcool, o preço do produto caia, e os usuários de carros flex deixem de usar gasolina.

ETANOL

Nas usinas de São Paulo, o preço do etanol anidro, misturado à gasolina, recuou na semana passada depois de 13 semanas seguidas de alta. A expectativa do (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada) da Esalq/USP, é que os valores continuem caindo com o aumento da oferta.

O etanol hidratado manteve o movimento de queda nas usinas paulistas. As reduções são reflexo de menor demanda dos consumidores, que têm preferido abastecer com gasolina. O litro desse combustível fechou a R$ 1,3374 na usina na semana passada, 18% menor do que o da semana anterior.

De acordo com o levantamento de preços da ANP (Agência Nacional de Petróleo), o preço do etanol hidratado -- álcool combustível -- também recuou na semana passada, com um recuo de 0,56% na média nacional.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também