terça, 14 de agosto de 2018

Petrobras afirma que não tem responsabilidade no aumento do preço da gasolina

9 ABR 2011Por ig02h:05

A Petrobras soltou comunicado à imprensa para esclarecer que a alta do preço da gasolina nos postos tem relação com o aumento do custo no álcool anidro, que compõe 25% da gasolina.

Segundo a empresa, a última alteração no preço da gasolina em suas refinarias foi uma redução de 4,5%, em junho de 2009.

“Desde aquela data a empresa não aplicou qualquer reajuste no preço da gasolina ‘A’ que vende para as distribuidoras, sem adição de etanol”, afirma o comunicado.

No documento, a Petrobras explica que, do preço que o consumidor paga nos postos, a parte da Petrobras representa cerca de 30%. Isso significa que, se o consumidor paga três reais pelo litro, a parte da Petrobras é de cerca de um real.

Os impostos representam 41% do preço final. A parte das distribuidoras e dos revendedores (postos) é de 12% e o etanol anidro adicionado à gasolina corresponde a 18% do preço final do combustível.

“A Petrobras vem, há 23 meses, mantendo o preço da gasolina em suas refinarias no mesmo valor, mesmo com os aumentos do barril de petróleo no mercado internacional, que já chegou a US$145, no segundo semestre de 2008, e hoje está em torno de US$120.”

Sobre a falta de gasolina em alguns postos, a Petrobras declarou que vem atendendo às solicitações das distribuidoras, que mantém suas refinarias operando a plena carga e que pode recorrer a importação de combustível, como aconteceu em 2010 com a importação de 1,5 milhão de barris.

Leia Também