Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

sexta, 22 de fevereiro de 2019 - 13h34min

Petistas veem "erro brutal" em ausência de Orcírio

20 MAR 10 - 02h:55
Petistas avaliam que o exgovernador José Orcírio dos Santos (PT) cometeu um “erro brutal” ao não participar da abertura da 72ª Expogrande e deixar de prestigiar a visita do ministro do Planejamento, Paulo Bernardo (PT). O ministro achou estranho o fato de Orcírio não recebê-lo no aeroporto e disse que o petista deveria “agregar” e não fazer “campanha sozinho”. A surpresa foi maior porque estava prevista a presença da ministra Dilma Rousseff (PT), pré-candidata a presidente da República que, de última hora, cancelou a visita por causa de problemas de saúde de sua mãe. Na visão de Bernardo, como pré-candidato ao Governo do Estado, Orcírio deveria marcar posição durante a visita das lideranças nacionais para demonstrar a união dos petistas na eleição. Porém, ao contrário das expectativas do ministro, o ex-governador não abriu mão da agenda no interior do Estado para prestigiar passagem de representante do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva por Campo Grande. Durante a abertura da 72ª Expogrande, anteontem à noite, Orcírio estava em Ivinhema. “Peixada” Assim que soube que viria ao Estado, Bernardo pediu ao deputado estadual Paulo Duarte (PT) um jantar com “costela de pacu” no cardápio e uma confraternização com os amigos da época em que atuou na Secretaria de Fazenda, na gestão de Orcírio. Na lista de convidados, estavam o ex-governador, o senador Delcídio do Amaral (PT), os deputados federais Dagoberto Nogueira (PDT), Antônio Carlos Biffi (PT) e Vander Loubet (PT). Orcírio e Vander não compareceram. Até o prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad (PMDB), passou para saborear a “peixada”. Os parlamentares ligaram para o ex-governador especialmente para convidálo para o jantar, mas Orcírio manteve a agenda no interior. “O ministro estranhou a ausência do Zeca (Orcírio)”, contou um deputado do PT. “Foi um erro brutal dele porque, em vez de agregar, insistiu em fazer agenda sozinho no interior”, completou. O ex-governador ignorou a queixa dos petistas e reforçou que o importante é estar do lado do povo. “Entre o povo e o Paulo Bernardo, fico com o povo”, declarou ontem, por telefone. Orcírio insistiu em que comunicou com antecedência sua agenda no interior a todos os correligionários. Esta não é a primeira vez que os petistas reclamaram do fato de o ex-governador não fazer questão de “casar” sua agenda com a das demais lideranças do partido. Para evitar novas queixas, Orcírio postou em seu twitter: “convite para agenda de Nova Andradina e região foi enviado no início da semana para nossas principais lideranças, incluindo senador e deputados”. Para a próxima terça-feira, está prevista reunião de lideranças do partido. O objetivo é acabar de vez com as divergências internas.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

World Press Photo

Imagens indicadas a prêmio exploram acontecimentos mundiais de 2018

Vencedor será anunciado em 11 de abril, em Amsterdã
CONFLITO

Militares venezuelanos abrem fogo contra opositores perto da fronteira com o Brasil

O ditador Nicolás Maduro ordenou o bloqueio da fronteira entre os dois países
Khloé Kardashian se manifesta publicamente pela 1ª vez após traição
REDE SOCIAL

Khloé Kardashian se manifesta publicamente pela 1ª vez após traição

Fernanda Montenegro recebe alta em hospital no Rio
ATRIZ

Fernanda Montenegro recebe alta em hospital no Rio

Mais Lidas