Campo Grande - MS, segunda, 20 de agosto de 2018

estudo

Pessoas que sofrem com obesidade leve pode fazer cirurgia bariátrica

2 ABR 2011Por bagarai.com.br01h:00

Durante o 2º Congresso de Intervenção para Terapia do Diabetes Tipo 2, nos Estados Unidos, a Federação Internacional de Diabete (IDF) divulgou documento recomendando a inclusão da cirurgia bariátrica entre as alternativas de tratamento de pacientes com diabetes tipo 2 e obesidade leve, ou seja, Índice de Massa Corporal (IMC) entre 30 e 35. No Brasil, o Conselho Federal de Medicina (CFM) já recomenda intervenção cirúrgica para IMC acima de 35, mas irá analisar o posicionamento do IDF e pode rever a norma brasileira.

De acordo com o Dr. Vladimir Schraibman (CRM-SP 97304), especialista em cirurgia geral, gastrocirurgia e orientador de Cirurgias Robóticas da área de Cirurgia Geral e do Aparelho Digestivo do Hospital Israelita Albert Einstein (Proctor Intuitive Robotic System), a recomendação se deve ao fato de que o IMC isoladamente é uma medida grosseira para avaliação do estado de saúde do paciente.

O médico deve realizar um estudo global das condições de cada indivíduo, pois o peso, por si só, não pode ser considerado como a principal indicação da necessidade de cirurgia bariátrica. A presença de doenças associadas ao sobrepeso precisa ser priorizada na decisão pelo melhor tratamento. “A sociedade médica brasileira tamb&e acute;m já percebeu a necessidade de contemplar pacientes com IMC menores e com diabetes tipo 2 ao tratamento cirúrgico. Com esta medida e a presença cada vez mais marcante de técnicas cirúrgicas menos invasivas e mais seguras, como a gastrectomia vertical videolaparoscópica, inúmeros pacientes irão de beneficiar da possível aplicação desta nova medida em nosso país”, finaliza o médico.

Leia Também