Campo Grande - MS, sexta, 17 de agosto de 2018

Saúde

Pessoas não encontram remédios devido a logística, diz gerente

7 JUN 2011Por Gabriel Maymone08h:00

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi o responsável pelo lançamento do programa “Farmácia Popular”, bancando 90% dos medicamentos de uso contínuo listados pelo Ministério da Saúde. Já a campanha “Saúde Não Tem Preço” lançada dia 3 de fevereiro de 2011, pela presidenta Dilma Rousseff, objetiva subsidiar em até 90%, medicamentos indicados para o tratamento de hipertensão e diabetes nas farmácias e drogarias credenciadas no Programa “Aqui Tem Farmácia Popular”.

O farmacêutico e gerente regional da Rede Pague Menos, Sebastião Tribuzi, participou do Bom Dia Mega Notícias, da Mega 94 FM, desta terça-feira (7) e disse que o as pessoas não encontravam alguns medicamentos devido à grande demanda e falta de logística do governo na distribuição dos remédios. Ele atribui a alta procura pelo serviço do governo devido aos constantes anúncios feitos pela mídia.

Sebastião lembra também que para retirar os medicamentos com preços reduzidos é necessário estar com a receita dentro do prazo de validade e documentos pessoais. Caso o paciente não possa ir até uma das farmácias credenciadas pelo governo, um procurador devidamente registrado pode retirar os medicamentos em nome do paciente.

O “Saúde Não Tem Preço” distribui alguns dos principais medicamentos para Diabetes e Hipertensão em farmácias da instituição privada de saúde.

O farmacêutico também abordou temas como o credenciamento das farmácias ao programa do governo e a procura pelos remédios.

Leia Também