Quarta, 13 de Dezembro de 2017

estudo:

Pessoas do Hemisfério Norte são mais gordas por causa do frio

14 FEV 2014Por Terra00h:00

Os britânicos estão são os mais gordos de toda a Europa por conta do clima frio, de acordo com uma nova pesquisa. Cientistas acreditam que as bactérias do intestino que ajudam a aumentar o risco de obesidade prosperam onde a temperatura é mais baixa. Com informações do site do jornal britânico Daily Mail. Isso poderia explicar o fato de que quase um quarto das mulheres residentes no Reino Unido, ou mais do que 22% delas, estão obesas. Em humanos, a obesidade é associada a dois tipos de bactéria normalmente encontradas no intestino – as bacteroidetes e as firmicutes. Os obesos têm mais desta última, e menos da anterior.

Agora, um estudo feito com 1.020 pessoas saudáveis, de 23 países, incluindo o Reino Unido, mostrou que as pessoas que ficam mais longe da linha do Equador têm mais da bactéria ruim e menos das que ajudam a queimar a gordura. Taichi Suzuki, que conduziu o estudo juntamente com o biologista Michael Worobey, afirma que o aumento na extração de energia e no armazenamento de gordura parece ser mais relevante em animais de regiões mais geladas, como uma forma de adptação ao clima. “Descobrimos que humanos que moram em regiões mais frias tendem a ter mais bactérias intestinais ligadas à obesidade quando comparadas às regiões mais mornas. Isto sugere que uma ‘microbiota’ saudável pode ser diferente em diferentes regiões geográficas", disse.

Em um estudo anterior, americanos fizeram um teste com ratos criados para serem obsesos. Os animais de laboratório não tinham bactérias no intestino, mas tiveram os dois tipos injetados no seu sistema digestivo. Os dois grupos ganharam peso, mas os ratos que receberam firmicutes mostraram um aumento de peso maior. Acredita-se que o tipo de bactéria dominante em pessoas obesas pode ser mais eficiente na captação de energia da comida em seus intestinos. 

Leia Também