Sexta, 15 de Dezembro de 2017

SAÚDE

Pesquisa lista profissões com maior número de obesos; veja

27 JAN 2014Por TERRA00h:00

Trabalhos com transporte, mudanças, limpeza, direção de caminhão, serviços de segurança e de construção são as áreas com a maior número de pessoas obesas, de acordo com um estudo feito em Washington, nos Estados Unidos. As informações são do Huffington Post.

A pesquisa concluiu que 38,6 % dos motoristas de caminhão eram obesos, em comparação com 11,6 % das pessoas nas áreas de saúde (como médicos, veterinários e dentistas). Trabalhadores dos serviços de segurança e caminhoneiros tiveram os maiores riscos de obesidade de todos os setores na pesquisa.

Já os bombeiros e policiais (da área de segurança) podem apresentar IMC mais alto devido aos músculos. "As medidas de IMC não podem distinguir gordura e massa magra, os trabalhadores com empregos fisicamente exigentes podem ser mais aptos fisicamente e terem IMC elevado por causa do aumento da massa muscular", segundo os pesquisadores no estudo.

Os resultados são baseados em dados de 37.626 pessoas no estado de Washington, que relataram uma ocupação quando a pesquisa foi realizada. A predominância de obesidade entre os trabalhadores em geral foi de 24,6 %. Veja abaixo o ranking das profissões e áreas com mais obesos.

1. Motoristas de caminhão - 38,6 %
2. Transporte de material - 37,9 %
3. Serviços de segurança - 33,3 %
4. Limpeza e construção - 29,5 %
5. Serviços de saúde - 28,8 %
6. Mecânica - 28,9 %
7. Apoio administrativo - 27,9 %
8. Serviços pessoais - 27,2 %
9. Técnicos- 26,6 %
10. Produção de plantas - 26, %
11. Vendas - 25,4 %
12. Relacionados com a gestão - 25,1 %
13. Executivo, administrativo e gerencial - 24,4 %
14. Operadores de máquinas, montadores e inspetores - 23,9 %
15. Enfermeiros - 22,6 %
16. A agricultura, silvicultura e pesca - 22,3 %
17. Os professores (não incluindo educação de nível superior) - 21,8 %
18. Ajudantes e limpeza de equipamentos - 21,9 %
19. Matemática, informática e ciências - 21,8 %
20. Advogados e juízes - 21,7 %
21. Engenheiros, arquitetos e topógrafos - 20,2 %
22. Preparação de alimentos - 20,1 %
23. Construção - 19,9 %
24. Outras especialidades profissionais - 19,7 %
25. Avaliação de saúde e tratamento (não incluindo enfermeiros) - 18,2 %
6. Professores de nível superior -17,6 %
27. Cientistas naturais e sociais - 17,3 %
28.Diagnóstico de saúde - 11,6 % 

Leia Também