Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Pesquisa eleva em 62% produtividade da soja

3 FEV 10 - 07h:25ADRIANA MOLINA, ENVIADA ESPECIAL A MARACAJU
O desenvolvimento de novas tecnologias para a agricultura garantiu aumento na produtividade da soja em Mato Grosso do Sul de mais de 62% nos últimos anos. Os agricultores sul-mato-grossenses que produziam 35 a 38 sacas de soja por hectare na década de 70, hoje conseguem colher de 65 a 70 sacas/ ha. Os números foram apresentados ontem durante a abertura da Showtec – maior evento de difusão de tecnologia agropecuária, que foi aberto em Maracaju, na sede da Fundação MS. São aguardadas 12 mil pessoas, durante a feira, que vai até amanhã. Com o tema “Sustentabilidade no agronegócio – Tecnologia, Diversificação e Segurança frente às mudanças climáticas”, a meta é debater principalmente as questões ambientais e sua influência na agricultura e pecuária. Serão apresentadas no evento mais de 500 tecnologias, como variedades de soja convencional e transgênica, híbridos de milho convencional e Bt, novas cultivares de sorgo e girassol e novas ferramentas para agricultura de precisão. A programação também contará com os “giros tecnológicos” que este ano terá a participação da Associação dos Produtores de Bioenergia de MS – Biosul, trazendo para o evento a discussão de tecnologias também para o setor sucroalcooleiro. Maior produtor de soja De acordo com o prefeito de Maracaju, Celso Vargas, o município é o maior produtor de soja do Estado graças ao trabalho da Fundação MS. Segundo ele, 80% da arrecadação de impostos da cidade, que varia de R$ 4 a 5 milhões por mês, é proveniente da agricultura. “A fundação leva para MS e para o País o nome de Maracaju e o mostra o que o nosso produtor faz”, frisa Vargas. Fundo Produtores e pesquisadores de Maracaju solicitaram ao Governo do Estado, durante a abertura do evento, a criação de um fundo de apoio à cultura da soja em Mato Grosso do Sul. A ideia é criar um fundo para auxiliar na pesquisa e melhoramento da soja no Estado. O conselheiro da Fundação MS e produtor de Maracaju, Luis Alberto Moraes Novaes, afirmou que a criação do fundo é uma forma de promover o fortalecimento da pesquisa da cultivar. Esse fundo seria gerenciado pela Associação de Produtores de Soja de MS – Aprosoja e o fundo seria destinado a instituições de pesquisa como a Fundação MS e a Fundação Chapadão. O recurso do fundo seria oriundo de R$ 0,01 de cada saca de soja que vai para o Fundersul e o produtor destinaria outro centavo para o fundo. A garantia é que o fundo estará operando a partir de 2011.
Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

ECONOMIA

Exportações de carne podem fechar 2019 com resultado recorde

Inca alerta sobre uso de dispositivos eletrônicos para fumantes
SAÚDE

Inca alerta sobre uso de dispositivos eletrônicos para fumantes

Aeronave do Esquadrão Pelicano da Capital vai auxiliar buscas por avião no Chile
FORÇA AÉREA

Aeronave do Esquadrão Pelicano da Capital vai auxiliar buscas por avião no Chile

SAÚDE

Teste da Anvisa encontra agrotóxicos acima do permitido em alimentos

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião