Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Saúde

Pesquisa da USP usa radiação para deixar mosquito da dengue estéril

31 JUL 12 - 10h:23agência brasil

Pesquisadores do Centro de Energia Nuclear na Agricultura (Cena) da Universidade de São Paulo (USP), em Piracicaba, desenvolvem uma técnica que pode trazer bons resultados para o combate à dengue. Por meio de radiação, eles tornam o mosquito transmissor do vírus da doença, o Aedes aegypti, estéril.

Em parceria com a empresa Bioagri, que fica em Charqueada (SP), os pesquisadores jogam radiação na pupa, como é chamada a fase jovem do inseto, tornando o macho estéril. Com uma baixa dosagem de radiação gama, que tem como fonte o Cobalto 60, o inseto macho fica incapaz de fecundar a fêmea. “O macho copula com a fêmea 'normal' e ela põe os ovos, mas esses ovos não eclodem”, explica o coordenador da pesquisa, professor Valter Arthur.

Ao liberar massivamente os mosquitos estéreis (produzidos em laboratório) na natureza, de preferência em localidades onde a infestação é maior, os pesquisadores esperam reduzir a quantidade de machos com capacidade de copular, assim eles entrariam em competição. “A ideia é diminuir a probabilidade do macho normal cruzar com a fêmea normal”, disse.

Segundo Valter, a radiação no Aedes aegypti ainda tem a vantagem de se tratar de um método limpo, ao contrário de técnicas nocivas ao meio ambiente, como o uso indiscriminado de insecticidas.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Domingo com tempo seco e máxima de 34 em MS
PREVISÃO DO TEMPO

Domingo com tempo seco e máxima de 34 em MS

Campo Grande registra, em média, oito casos de estupro de crianças por dia
VIOLÊNCIA

Campo Grande registra, em média, oito casos de estupro de crianças por dia

Volkswagen Jetta GLI
CORREIO VEÍCULOS

Volkswagen Jetta GLI

Quina de São João pode pagar R$ 140 milhões em prêmio principal
LOTERIA

Quina de São João pode pagar R$ 140 milhões em prêmio principal

Mais Lidas