Domingo, 17 de Dezembro de 2017

MMA

Pesagem tem Anderson em versão light e gritos de 'vai morrer'

28 DEZ 2013Por terra08h:15

A pesagem da aguardada revanche de Anderson Silva contra Chris Weidman, nesta sexta-feira, mostrou uma clara mudança de postura do brasileiro. Ao contrário de seu estilo irreverente - com destaque para selinho no americano antes do primeiro confronto entre ambos -, desta vez o lutador nacional preferiu não provocar e apenas aceitou a encarada, enquanto os torcedores do Brasil, em grande número na MGM Grand Arena, vaiavam Weidman e gritavam "uh, vai morrer". Ainda assim, o evento teve tensão, como no momento da pesagem entre as musas americanas Ronda Rousey e Miesha Tate.

Com uma camisa do Corinthians, clube com o qual reativou parceria recentemente, Anderson Silva bateu o peso na balança sem drama antes do duelo da noite deste sábado em Las Vegas e esbanjou sorrrisos para a plateia. Muito vaiado pelos brasileiros que compareceram em peso à lotada MGM Grand Garden Arena, Chris Weidman apareceu também com sorrisos no rosto, mas gritos de "uh, vai morrer" dos torcedores nacionais se tornaram uníssono no ginásio. Sem se deixar atingir, o americano manteve a pose na balança.

Na hora da tradicional encarada, o brasileiro esbanjou uma versão mais light e respeitosa. Criticado por muitos pela postura provocadora no combate que terminou com a perda do cinturão para o americano, Anderson Silva evitou fazer gracinhas. Em determinado momento, deu a impressão de que não iria cumprimentar o adversário, mas logo na sequência fez o gesto oriental de respeito, se curvando perante o oponente.

Musas americanas esbanjam sensualidade e tensão
A pesagem das "musas" americanas Ronda Rousey e Miesha Tate, que decidirão o cinturão do peso galo feminino, teve tudo o que o público imaginava: beleza e tensão. Ambas as lutadoras, que publicamente se odeiam, esbanjaram sensualidade na hora de bater o peso - inclusive levantando gritos de aprovação da plateia masculina -, mas a agressividade ficou explícita na tradicional encarada.

As duas belas lutadoras realizarão o segundo confronto principal da noite de sábado, no MGM Grand Garden Arena, em Las Vegas. A torcida na pesagem pendeu mais para Rousey, mas Tate é considerada uma oponente séria à dominância da adversária entre as mulheres do principal campeonato de MMA do mundo.

Brasileiros batem peso; Diego Brandão ouve ameaça de rival
A grande presença do público brasileiro no MGM Grand Garden Arena foi notada desde a entrada do primeiro atleta nacional, William "Patolino", que lutará pelo card preliminar - terá duelo contra o americano Bobby Voelker pelo segundo combate da noite. Ainda pelo preliminar, outro brasileiro também conseguiu bater o peso: Gleison Tibau, que enfrentará o americano Michael Johnson pelos leves. 

Pelo card principal, o primeiro brasileiro a aparecer foi Diego Brandão, que enfrentará o americano Dustin Poirier pelos penas. O atleta nacional, que sofreu acidente de carro há duas semanas, fez encarada quente com o adversário - o americano chegou a levantar o dedo e ameaçar Brandão com gritos. Na sequência, Fabrício "Morango", em pesagem mais amigável, também passou no último teste antes de enfrentar o também americano Jim Miller pelos leves.

Já a aguardada luta entre Josh Barnett e Travis Browne pelos pesados, a terceira principal da noite deste sábado em Las Vegas, levantou o público presente na MGM Grand Garden Arena. Os oponentes, ambos americanos, se cumprimentaram amigavelmente e não trocaram ameaças. 

Leia Também