RIO DE JANEIRO

Perna de bebê foi amputada por falha em bisturi, dizem médicos

Perna de bebê foi amputada por falha em bisturi, dizem médicos
14/03/2011 21:30 - Terra


O mau funcionamento de um equipamento de bisturi foi a causa da amputação da perna de um bebê recém-nascido no Instituto Fernandes Figueira, no Flamengo, zona sul do Rio de Janeiro, na semana passada. A informação foi divulgada por dois médicos em depoimento prestado nesta segunda-feira.


A menina, de aproximadamente 20 dias, estava sendo submetida a uma cirurgia para tratar uma hidroanencefalia quando foi seriamente queimada na perna por uma placa de metal, o que levou à amputação do membro.


De acordo com a Polícia Civil, um neurocirurgião e assistente na cirurgia e um pediatra foram ouvidos nesta segunda-feira na 9ª Delegacia de Polícia. Os dois deram detalhes do procedimento e tudo o que ocorreu após o acidente. A equipe médica deverá ser ouvida na próxima semana, já que está viajando a trabalho.
 

As autoridades ainda aguardam o laudo da perícia técnica para constatar se houve erro médico. A hipótese de indiciar o chefe da equipe médica não foi descartada - ele responderia por lesão corporal culposa. O bebê, que segue internado na UTI do Instituto Fernandes Figueira com quadro instável, será submetido a exame de corpo de delito. O prontuário médico de atendimento também será investigado.
 

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".