Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Período de carência de planos de saúde é questionado na Justiça

4 FEV 09 - 11h:00
     

        O Ministério Público Federal (MPF) de São Paulo ajuizou ontem uma ação civil pública contra a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e a União para tentar anular o prazo que limita em até 12 horas o atendimento de casos de urgência e emergência durante o período de carência dos planos de saúde. Para o MPF, essa medida fere os direitos dos consumidores. O MPF questiona três artigos de uma resolução de 1998 do Conselho Nacional de Saúde Suplementar (Consu) que permitem que os planos restrinjam a cobertura de urgência e emergência às 12 primeiras horas do atendimento.

        Com informações do Estadão

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Mais de 36 mil jovens precisam se vacinar contra o sarampo em MS
CAMPANHA DE VACINAÇÃO

Mais de 36 mil jovens precisam se vacinar contra o sarampo em MS

TRIBUTÁRIA

Governo enviará ao Congresso proposta de reforma com imposto sobre consumo

Idosa de 84 anos é presa por dirigir bêbada e quase causar acidente
BR-163

Idosa de 84 anos é presa por dirigir bêbada e quase causar acidente

Roberta D'Albuquerque: "Um passo à frente e você não está mais no mesmo lugar"
COMPORTAMENTO

Roberta D'Albuquerque: "Um passo à frente e você não está mais no mesmo lugar"

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião