Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

CONTRA-ATAQUE

Perillo pede investigação de relatórios vazados

23 JUL 12 - 00h:00TERRA

O governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), protocolou na sexta-feira pedido para que o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, instaure investigação para apurar vazamento para a imprensa de relatório sigiloso da Operação Monte Carlo. O conteúdo do relatório foi divulgado pela revista Época de 13 de julho, e supostamente ligaria o governandor aos negócios do bicheiro Carlinhos Cachoeira.

Segundo a representação, a matéria, intitulada "Como a Delta pagou Perillo", é resultado de uma estratégia de divulgação seletiva de conversas, em que "o jornalista recebe apenas um trecho de um diálogo específico e não conhece o contexto". Para a defesa do governador, "o contexto é fornecido pelo vazador, cuja intenção é, necessariamente, maldosa e, quase sempre, política".

A defesa de Perillo ainda alega que, até o momento, não conseguiu ter acesso ao documento, que não constaria encartado no inquérito que investiga o governador. O relatório, segundo a revista, estaria sob os cuidados da subprocuradora-geral Lindora de Araújo. Mas, conforme a representação apresentada por Perillo, procurada para esclarecer o assunto, a subprocuradora afirmou não ter recebido o relatório sigiloso da PF, conforme citado na reportagem da Época.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

BRASIL

Polícias mudam rotina para se adequarem à Lei de Abuso de Autoridade

R$ 2 BILHÕES

'Somos escravos da lei', diz Bolsonaro sobre sanção de Fundo Eleitoral

PARTICIPAÇÕES MINORITÁRIAS

Governo quer arrecadar até R$ 4 bilhões com venda de ações que nem sabia que tinha

ALIANÇA PELO BRASIL

Bolsonaro: nenhuma denúncia de corrupção se abateu sobre nossos ministros

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião