Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

Pentágono diz que livro sobre Bin Laden tem informações secretas

Pentágono diz que livro sobre Bin Laden tem informações secretas
05/09/2012 06:00 - terra


Um livro escrito por um ex-militar contando a ação que resultou na morte de Osama bin Laden, em 2011, contém informações que deveriam ser secretas, disse um porta-voz do Pentágono na terça-feira, acrescentando que medidas judiciais estão sendo estudadas.

Mas um coautor da obra negou que o livro contenha qualquer informação que possa colocar em risco a segurança das forças especiais da Marinha ou as suas futuras missões.

O livro "No Easy Day" narra a sigilosa operação ao cabo da qual membros da Equipe 6 do Seal, uma força especial da Marinha, invadiram de helicóptero a casa onde Bin Laden vivia, no interior do Paquistão, e encerraram dez anos de caçada contra o fundador da rede Al Qaeda.

Ainda não está claro se o governo vai processar criminalmente o autor principal do livro, Matt Bissonnette, um dos militares que passaram a ser tratados como heróis nacionais por terem matado Bin Laden, mentor dos atentados de 11 de setembro de 2001 nos EUA. O livro, que começou a ser vendido na terça-feira, foi lançado sob o pseudônimo de "Mark Owen".

George Little, porta-voz do Pentágono, disse que é "lógico" que o livro deveria ter sido submetido ao governo antes da publicação. "Informações sensíveis e reservadas estão contidas no livro", disse Little a jornalistas.

"Quando você tem unidades de operações especiais que realizam essas missões, há táticas, técnicas e procedimentos, sem falar de vidas humanas, que estão em jogo", afirmou.

"E é o auge da irresponsabilidade não ter esse tipo de material checado quanto à possível revelação de informações reservadas. E temos preocupações muito sérias depois de revisarmos o livro."

Mas o veterano jornalista Kevin Mauren, que ajudou Bissonnette a escrever o livro, insistiu que o ex-militar foi muito cuidadoso sobre o que incluiria na obra.

"Quando trabalhamos nesse livro, Mark Owen foi meticuloso em aderir ao seu desejo de nunca fazer nada que abalasse a missão do Seal ou que colocasse seus ex-colegas em perigo", disse Maurer em email à Reuters.

"Eu pessoalmente sinto que Mark é um herói que escreveu um livro que celebra seus colegas e os Seals, e que quando as pessoas tiverem a chance de ler esse livro elas vão concordar", acrescentou Maurer.

Anteriormente, o advogado de Bissonnette já havia questionado se ele tinha a obrigação jurídica de submeter o livro às autoridades antes da publicação.

Little disse que, apesar das preocupações com o conteúdo, o Pentágono não vai impedir o livro de ser vendido em instalações militares.

O livro contém fotos coloridas de armas, capacetes e óculos de visão noturna, entre outros equipamentos, além de imagens de paraquedistas do Seal treinando sobre o Grand Canyon.

Little disse que não discutiria "avaliações de danos" decorrentes do livro. "Pode, francamente, ser cedo demais para dizer. O livro ainda não foi amplamente distribuído, mas vamos ver."

Na terça-feira, o livro já aparecia em primeiro lugar na lista de best-sellers do site Amazon.

Felpuda


Partido está aos poucos montando a que vem sendo chamada de “chapa do quartel”, pois os pré-candidatos são oriundos da caserna. Há quem diga que os dirigentes da legenda ainda estão querendo pegar carona no “fenômeno Bolsonaro”, esquecendo-se que o presidente, embora vindo da área militar, está na política há 30 anos e o seu programa de governo agradou 57,7 milhões de eleitores. Dizem que tchurminha será obrigada a adicionar mais ingredientes no currículo, senão...