Quinta, 22 de Fevereiro de 2018

estimativa

Pelo menos 152 mil devem visitar cemitérios

30 OUT 2010Por DANIELLA ARRUDA02h:15

Pelo menos 152 mil pessoas devem visitar os cemitérios públicos e particulares de Campo Grande durante o Dia de Finados, conforme estimativa repassada pelas administrações. Somente nos cemitérios Santo Amaro, Santo Antônio e Cruzeiro, são esperados 70 mil visitantes na próxima terça-feira.

Com o objetivo de deixar os três locais aptos para receber essa demanda de público, 60 operários trabalham na limpeza, pintura de meio-fio e guias dos cemitérios públicos desde a semana passada. Várias famílias da Capital também dedicaram os últimos dias à manutenção dos túmulos de seus parentes.

Foi o caso de Gislaine Lane, 48 anos, e do sobrinho Gerson Júnior, de 27 anos. Ontem pela manhã, eles estiveram no Cemitério Santo Antônio para colocar de volta coroas de flores e vasos nos túmulos de um tio materno e de uma irmã de Gislaine. Antes, a família já havia passado pelo Cemitério Santo Amaro, também para providenciar a limpeza do túmulo de outros parentes.

“Viemos aqui antes só para tirar as coroas e vasos para arrumar. Quem pintou foi um outro sobrinho. Hoje, estamos colocando de volta e amanhã vou voltar só para limpar os túmulos. No domingo, trarei minha mãe”, disse Gislaine, que além dos túmulos de parentes também “assumiu” há anos a limpeza do túmulo vizinho, onde está sepultada uma mulher desconhecida. “Ela tem o mesmo nome da minha irmãzinha e desde que eu vinha aqui com meu pai, nunca ninguém veio visitar. Então decidi cuidar do túmulo dela também”, comentou. Edson e Talita Fernandes de Souza aproveitaram o dia de ontem para pintar o túmulo de um irmão e da cunhada no Cemitério Santo Antônio. A família também pretende visitar os túmulos dos parentes na véspera de Finados. “Preferimos vir antes, porque no dia é muito lotado”, comentou Talita.

Plinio Soken, de 41 anos, também tirou os últimos três dias para pintar o túmulo do pai, onde estão sepultados ainda o bisavô e alguns primos. “Depois vou trazer minha mãe, que é idosa, para acender uma vela. Só não sei se viremos na véspera ou no dia”, comentou.

Leia Também