Campo Grande - MS, quinta, 16 de agosto de 2018

BOM DIA MEGA NOTÍCIAS

Pedofilia está em pauta nesta segunda-feira

16 MAI 2011Por ROBERTO COSTA00h:05

A luta contra os adeptos de pedofilia – atração sexual por crianças acima dos três anos – tem mobilizado a sociedade para que tal conduta seja tipificada como crime. O que, infelizmente, ainda não ocorre. Em Mato Grosso do Sul, o deputado estadual Rinaldo Modesto de Oliveira, do PSDB, que nesta segunda-feira, 16, participa do Bom Dia Mega Notícias – Mega 94 FM, defende punição rigorosa para quem abusa sexualmente de criança.

Rinaldo realizou recentemente uma audiência pública na Assembléia Legislativa sobre o combate a pedofilia. O evento contou com a presença de autoridades da área, e representantes como psicólogos, professores, jornalistas, delegados de polícia e lideranças eclesiásticas.

Abuso Sexual x Pedofilia

A diferença do abuso sexual e da pedofilia, segundo a psicóloga Rosilene Giasato, está no desejo sexual: “No abusador não há um desejo ou preferência estabelecida, e sim um desejo descontrolado, já no pedófilo a preferência é na criança, específica”.

Ainda de acordo com a psicóloga, o problema geralmente começa na família, com tios e primos, ou padrastos e até pais, que deveriam proteger a criança e fazem o contrário. Ela incita a população a denunciar e combater o que na maioria das vezes ocorre dentro de casa.

Segundo a delegada Regina Márcia Rodrigues da Delegacia Especializada da Criança e Adolescente, 300 crianças e adolescentes por ano são abusados sexualmente, só em Campo Grande. No Brasil, a cada 2,5 minutos uma criança é abusada ou violentada.

Para a delegada, o que acontece desse número não ser maior, é que a família não aceita que a pedofilia, abuso sexual pode acontecer dentro de casa, na família. “Muitas mães preferem não denunciar, ou tentar “descobrir”, por medo, por simplesmente não aceitar isso, o que é errôneo e perigoso”, argumentou.

Além da sintonia da rádio Mega 94 FM, entrevista com o deputado estadual Rinaldo Modesto pode ser acompanhada pela internet no endereço www.mega94.com.br.

Sugestão ou pergunta pode ser encaminhada por e-mail (jornalismo@mega94.com.br), torpedo (9143-9494) ou através do telefone 3323-6520.

Leia Também