Segunda, 18 de Dezembro de 2017

Serasa

Pedidos de falência caem
no Brasil

8 JAN 2014Por ultimoinstante09h:15

O Indicador de Falências e Recuperações, divulgado pelo Serasa Experian, mostra um cenário positivo do mercado de pequenas, médias e grandes empresas em 2013. Foram realizados 1.758 pedidos de falência em todo o País, queda de 8,9% em relação aos 1.929 requerimentos efetuados em 2012. O resultado de 2013 foi o segundo menor desde 2005, quando entrou em vigor a nova Lei de Falências.

De acordo com o advogado e consultor de empresas Artur Lopes, da Artur Lopes & Associados, a situação atual da economia brasileira merece a atenção dos gestores. Segundo ele, a pouca melhora da economia em 2013 ante 2012 pode ter ajudado as empresas a evitarem o pedido de falência e também levado a um recuo no nível de inadimplência, mas o cenário segue retraído, com conjunturas desfavoráveis que afetam a gerência de milhares de empresas, ameaçando a sua sobrevivência e sua gestão.

“Estatísticas atualizadas mostram que de cada 100 empresas abertas, apenas 73 delas estarão em funcionamento no primeiro ano e, ao final do quinto ano, somente 38 continuarão em atividade. Trata-se de um índice de mortalidade empresarial muito elevado”, analisa.

“Para evitar o pedido de falência, o ideal é concretizar um processo de reestruturação geral, com a elaboração de um plano com o histórico da crise, o diagnóstico da empresa e as possíveis soluções para a recuperação judicial”, afirma. Em paralelo à queda do número de pedidos de falência, os pedidos de recuperação judicial já somam 817 requerimentos, entre janeiro e novembro de 2013 – quase o dobro do mesmo período em 2011, que teve 458 pedidos.

“Cada vez mais as empresas iniciam processos de reestruturação e, em última instância, pedem recuperação judicial. Ambas as estratégias acabam por reerguer a empresa, sem a necessidade do pedido de falência – o que é refletido na queda do número.”

Leia Também