Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Pedido para incluir Lula no mensalão foi formalizado, diz advogado

13 AGO 12 - 22h:00terra

O pedido de inclusão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no processo do mensalão foi uma forma de mostrar como a ação penal era "açodada e incompleta", afirmou nesta segunda-feira o advogado Luiz Francisco Corrêa Barbosa, que defende o presidente do PTB, Roberto Jefferson. O representante do delator do mensalão disse, no intervalo da sessão de hoje no Supremo Tribunal Federal (STF), desconhecer o que seu cliente pensa sobre sua acusação de que Lula era mandante do esquema, mas garante que os ministros vão analisar a questão.

"Foi formalizado. Não sei se vocês notaram, mas todos os ministros anotaram (durante o julgamento)", disse o advogado. "Ela foi sob o enfoque constitucional, como aquela de tema já requisitado que o Márcio (Thomaz Bastos, que pediu o desmembramento do mensalão) revisitou", comparou.

Em sustentação oral nesta segunda-feira, Barbosa afirmou que Lula era o mandante do mensalão, baseando-se em uma Medida Provisória que teria favorecido o banco BMG nas operações de créditos consignados. A denúncia cita empréstimos do BMG e do Banco Rural como fonte financeira do chamado valerioduto. A procuradoria não incluiu ninguém do BMG como réu por não encontrar associação entre os dirigentes do banco e a suposta quadrilha.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

CALOR

Temperaturas acima dos 40 graus já causaram seis mortes nos EUA

TENSÃO

EUA afirmam que caça venezuelano atacou avião americano

BRASIL

Exército enquadra tuítes políticos de militares da ativa

Projeto itinerante realiza negociação com inadimplentes da Capital
CAMPO GRANDE

Projeto itinerante realiza negociação com inadimplentes

Mais Lidas