Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

CASO CACHOEIRA

Pedido de cassação de Demóstenes está na CCJ

27 JUN 12 - 00h:00AGÊNCIA SENADO

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) recebeu ontem (26) o processo com o parecer do Conselho de Ética pela cassação do mandato do senador Demóstenes Torres (sem partido-GO), acusado de usar o mandato para beneficiar o grupo do contraventor Carlos Augusto de Almeida Ramos, o Carlinhos Cachoeira.

O resultado da votação saiu pouco antes da meia-noite de segunda-feira (25) e pôde ser publicado no Diário Oficial do Senado já no dia seguinte. Os integrantes do conselho apoiaram, por unanimidade, o pedido de cassação feito pelo relator, senador Humberto Costa (PT-PE).

Antes da decisão final em Plenário, a CCJ se manifestará sobre a constitucionalidade, legalidade e juridicidade da representação (REP 1/2012), o que deverá ser feito no prazo de cinco sessões ordinárias. O rito regimental, portanto, está vinculado às sessões deliberativas de Plenário (as comissões realizam reuniões, e não sessões).

O prazo da CCJ, que começa a contar a partir desta quarta-feira (27), também é compreendido como o tempo limite para que a comissão se manifeste sobre os aspectos que lhe cabe examinar. Assim conclui parecer solicitado à Secretaria Geral da Mesa que já foi entregue à CCJ.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Domingo com tempo seco e máxima de 34 em MS
PREVISÃO DO TEMPO

Domingo com tempo seco e máxima de 34 em MS

Campo Grande registra, em média, oito casos de estupro de crianças por dia
VIOLÊNCIA

Campo Grande registra, em média, oito casos de estupro de crianças por dia

Volkswagen Jetta GLI
CORREIO VEÍCULOS

Volkswagen Jetta GLI

Quina de São João pode pagar R$ 140 milhões em prêmio principal
LOTERIA

Quina de São João pode pagar R$ 140 milhões em prêmio principal

Mais Lidas