Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

abril

PEC do diploma para jornalistas deve ser votada

24 MAR 11 - 07h:35AGENCIA BRASIL

O Senado deve votar no início de abril a proposta de emenda à Constituição (PEC) que reinstitui a obrigatoriedade do diploma para o exercício da profissão de jornalista. A informação é do relator da matéria na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), Inácio Arruda (PCdoB-CE), que se reuniu ontem com o presidente da Casa, José Sarney (PMDB-AP), acompanhado do presidente da Federação Nacional de Jornalistas (Fenaj), Celso Schroederl, além de uma comissão de representantes da categoria.

O fim da exigência do diploma para o exercício da profissão foi decidido em 2009 pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Segundo Arruda, o presidente do Senado concordou em incluir a PEC na pauta do plenário tão logo sejam votadas as medidas provisórias que obstruem a possibilidade de apreciação de outras matérias.

Arruda disse, porém, que Sarney pediu ao presidente da Fenaj e aos demais jornalistas que conversem com os líderes partidários para que “não haja qualquer surpresa” na votação. O senador cearense informou que já conversou com os líderes e presidentes dos partidos representados na Casa e que quase todos são favoráveis à volta da exigência de curso universitário para a prática do jornalismo.
 

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

BRASIL

Congresso aprova crédito para Petrobras e viabiliza leilão do pré-sal

Flamengo dá baile em Maracanã lotado e Grêmio dança
GOLEADA

Grêmio dança no baile do Flamengo

FILHO DO PRESIDENTE

Eduardo Bolsonaro desiste, e Forster é cotado para embaixada

Eduardo não conseguiu convencer senadores a apoiarem seu nome
MUDANÇAS

Comissão da reforma dos militares suspende sessão pela 2ª vez para buscar acordo

Há reclamação por parte de parlamentares e de policiais

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião