Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Paróquia nas Moreninhas promove carnaval diferente na comunidade

13 FEV 10 - 08h:07
Os católicos abominam o carnaval? Não é bem assim. Pelo menos no caso da comunidade da Igreja Matriz da Paróquia Nossa Senhora Aparecida do Bairro Moreninhas. Por lá, o sábado de carnaval tem sido muito animado nos últimos cinco anos. “Fazemos uma festa carnavalesca voltada para a família cristã, aquela que quer se divertir, porém tem medo da violência e não gosta de certos procedimentos que acontecem em muitas festas de carnaval”, explica um dos organizadores, Alexandre Gimenes. O evento, batizado de Baile dos Anos Dourados, nas edições anteriores uniu pessoas de várias gerações. “Crianças acompanhadas dos pais também podem participar. Não é permitida a venda de bebida alcoólica, com isso conseguimos que as pessoas se divirtam tranquilamente”, afirma Alexandre. Um dos pontos altos é a seleção musical. As antigas marchinhas têm espaço garantido, mas o repertório não se concentra em música de carnaval. Há também momentos para flash-back, vanerão, sertanejo, entre outros. “Tocamos de tudo um pouco, coisas que as pessoas querem ouvir para se divertir. Tomamos cuidado para não tocar música vulgar, que possa desagradar a família, como os funks agressivos”. A festa, segundo Alexandre, é um momento para a comunidade católica se encontrar e confraternizar fora da hora das celebrações religiosas. Nos anos anteriores, cerca de 300 pessoas prestigiaram a realização. A expectativa é de que o número aumente. “Pessoas de outras regiões de Campo Grande mostraram interesse em participar”. O início do evento está marcado para às 20h30min, com previsão de encerramento na madrugada de domingo. A cada edição um tema é destacado. Desta vez, será um baile à fantasia.
Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Considerada cidade do algodão, Chapadão do Sul comemora 32 anos de emancipação
FELIZ ANIVERSÁRIO

Considerada cidade do algodão, Chapadão do Sul comemora 32 anos de emancipação

Diretor de presídio federal diz que Name não precisa de ajuda
CRIME ORGANIZADO

Diretor de presídio diz que Name não precisa de ajuda

STF retoma julgamento sobre prisão após condenação em 2ª instância
BRASÍLIA

STF retoma julgamento sobre prisão após condenação em 2ª instância

Deputados cobram vistoria <br>contra incêndio em hospitais
RISCOS

Deputados cobram vistoria contra incêndio em hospitais

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião